Exportar Publicação

A publicação pode ser exportada nos seguintes formatos: referência da APA (American Psychological Association), referência do IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineers), BibTeX e RIS.

Exportar Referência (APA)
Fonseca, R. P. (2019). As atitudes de indivíduos para com os animais suínos em produção familiar e pequena produção. Revista Latinoamericana de Estudios Criticos Animales.  I (VI), 215-243
Exportar Referência (IEEE)
R. P. Fonseca,  "As atitudes de indivíduos para com os animais suínos em produção familiar e pequena produção", in Revista Latinoamericana de Estudios Criticos Animales, vol.  I, no. VI, pp. 215-243, 2019
Exportar BibTeX
@article{fonseca2019_1716758281786,
	author = "Fonseca, R. P.",
	title = "As atitudes de indivíduos para com os animais suínos em produção familiar e pequena produção",
	journal = "Revista Latinoamericana de Estudios Criticos Animales",
	year = "2019",
	volume = " I",
	number = "VI",
	pages = "215-243",
	url = "http://revistaleca.org/journal/index.php/RLECA/article/view/215"
}
Exportar RIS
TY  - JOUR
TI  - As atitudes de indivíduos para com os animais suínos em produção familiar e pequena produção
T2  - Revista Latinoamericana de Estudios Criticos Animales
VL  -  I
IS  - VI
AU  - Fonseca, R. P.
PY  - 2019
SP  - 215-243
SN  - 2346-920X
UR  - http://revistaleca.org/journal/index.php/RLECA/article/view/215
AB  - Este é um trabalho de análise qualitativa sobre as práticas e atitudes de indivíduos que lidam com o maneio e abate dos animais da espécie suína. Foi realizada em dois universos distintos: produção familiar e pequena produção - contextos exploratórios motivados pela masculinidade, hobby, comensalidade e, respetivamente, comércio. As relações e as atitudes das pessoas inquiridas para com os animais revelaram-se complexas, por vezes contraditórias, oscilando entre o afeto e, sobretudo, o desapego – essencial para a consecução do seu abate e consumo. Já os animais permanecem mais fixos num estatuto de objetificados, podendo, eventualmente, ser reposicionados enquanto indivíduos e até, em casos excecionais, adotados como pets. Estas atitudes diferenciadas podem ser despoletadas por fatores como a espécie, idade e sexo (dos animais); género, memórias de dado indivíduo (humano); o tempo despendido, as tarefas desempenhadas com os animais; e o contexto de produção animal.
ER  -