Artigo em revista científica Q2
A atenção básica à saúde e a construção das redes temáticas de saúde: qual pode ser o seu papel?
Luiz Carlos Oliveira Cecílio (Cecílio, L. C. O.); Rosemarie Andreazza (Andreazza, R.); Graca Carapinheiro (Carapinheiro, G.); Eliana Cardoso Araújo (Araújo, E. C.); Lissandra Andion de Oliveira (Oliveira, L. A.); Maria da Graça Garcia Andrade (Andrade, M. G. C.); Consuelo Sampaio Meneses (Meneses, C. S.); Nicanor Rodrigues da Silva Pinto (Pinto, N. R. S.); Denizi Oliveira Reis (Reis, D. O.); Silvia Santiago (Santiago, S.); Ana Lúcia Medeiros de Souza (de Souza, A. L. M.); Sandra Maria Spedo (Spedo, S. M.); et al.
Título Revista
Ciência e Saúde Coletiva
Ano
2012
Língua
Português
País
Brasil
Mais Informação
Scopus

N.º de citações: 23

(Última verificação: 2019-08-16 11:33)

Ver o registo na Scopus

Abstract/Resumo
O fortalecimento da atenção básica tem sido valorizado como estratégia central para a construção do SUS. Diretrizes recentes emanadas pela OPAS e pelo MS destacam seu papel como centro de comunicação de redes temáticas, como reguladora do acesso e utilização dos serviços necessários para a integralidade do cuidado. O presente estudo, financiado com recursos PPSUS/Fapesp, problematiza as possibilidades da rede básica exercer tal função estratégica. Foram produzidas narrativas de vida de 15 usuários altamente utilizadores de serviços de saúde em dois municípios do ABC paulista, que adotaram a Estratégia de Saúde da Família para organização de suas redes básicas. O estudo apresenta três achados principais: a rede básica funciona como posto avançado do SUS, produzindo valores de uso mesmo para os pacientes utilizadores de serviços de alta complexidade; a rede básica é vista como lugar de coisas simples; há uma impotência compartilhada entre usuários e equipes quando se trata da rede básica funcionar como coordenadora do cuidado, indicando como ela não reúne condições materiais (tecnológicas, operacionais, organizacionais) e simbólicas (valores, significados e representações) de deter a posição central da coordenação das redes temáticas de saúde.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
Atenção primária à saúde,Acesso,Redes temáticas em saúde,Coordenação do cuidado
  • Medicina Clínica - Ciências Médicas
  • Ciências da Saúde - Ciências Médicas
  • Outras Ciências Médicas - Ciências Médicas