Artigo em revista científica
A cena artística internacional ainda perpetuadora de assimetrias de género
Rui Pedro Fonseca (Fonseca, R. P.);
Título Revista
International Journal on Working Conditions
Ano
2013
Língua
Português
País
Portugal
Mais Informação
Abstract/Resumo
Este estudo aborda as condições de produção artística no âmbito internacional focando, com particular ênfase, as convenções de género no âmbito representacional e as regras que regem o seu sistema institucional. A recolha de dados foi efetivada através da compilação de indicadores advindos relatórios que contêm rácios de consagração, por género, em espaços institucionais de países como o México, Alemanha, EUA, França e Itália. Adicionalmente recorre-se à teoria feminista para compreender a história da arte enquanto disciplina legitimadora e perpetuadora de convenções de género. Não obstante algumas das conquistas das mulheres pela preconização da igualdade de género no campo artístico, ainda nos deparamos com claras assimetrias: uma história da arte e sistemas de linguagem que formulam uma canonização do masculino; e, ainda, um gatekeeping no principal circuito internacional que põe em prática políticas que consagram essencialmente os homens, pese embora, atualmente, as mulheres apresentem uma maior diplomação.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
Feminismos,Assimetrias,Género,Campo da arte

Com o objetivo de aumentar a investigação direcionada para o cumprimento dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável para 2030 das Nações Unidas, é disponibilizada no Ciência-IUL a possibilidade de associação, quando aplicável, dos artigos científicos aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável. Estes são os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável identificados pelo(s) autor(es) para esta publicação. Para uma informação detalhada dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, clique aqui.