Artigo em revista científica Q4
As dimensões existenciais da precariedade: jovens trabalhadores e os seus modos de vida
Renato Miguel do Carmo (Carmo, R. M.); Ana Rita Matias (Matias, A. R.);
Título Revista
Revista Crítica de Ciências Sociais
Ano
2019
Língua
Português
País
Portugal
Mais Informação
Web of Science®

N.º de citações: 0

(Última verificação: 2019-08-14 17:08)

Ver o registo na Web of Science®

Abstract/Resumo
Os jovens são considerados um dos grupos mais afetado pela crise, tornando -se assim mais vulneráveis a condições precárias de trabalho. Este artigo procura compreender os impactos sociais e individuais da precariedade no seu modo de vida, a partir da análise de um conjunto variado de dimensões objetivas e subjetivas, que refletem as perceções dos indivíduos sobre os seus percursos no presente e no futuro. Realizaram--se entrevistas semidiretivas a 24 jovens portugueses licenciados. Uma das principais conclusões indica que o futuro tende a ser encarado com grande imprevisibilidade e incerteza, o que afeta não só a sua condição económica, como também o seu modo de vida. Na verdade, para a maioria dos entrevistados a experiência profissional atual incorpora alguns aspetos considerados alienantes, que restringem a capacidade de autonomia e de agência por parte do sujeito.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
Condições de vida,Contrato de trabalho,Juventude,Mercado de trabalho,Precariedade laboral
  • Psicologia - Ciências Sociais
  • Outras Ciências Sociais - Ciências Sociais
Registos de financiamentos
Referência de financiamento Entidade Financiadora
IF/00053/2013 Fundação para a Ciência e a Tecnologia
UID/SOC/03126/2013 Fundação para a Ciência e a Tecnologia