Artigo em revista científica
As eleições europeias de 2019 na Europa do Sul: análise das especificidades intra-regionais
José Santana Pereira (Santana Pereira, J.); Nina, Susana Rogeiro (Nina, S. R.); Ana Rezende Matias (Rezende-Matias, A. );
Título Revista
Relações Internacionais
Ano
2019
Língua
Português
País
Portugal
Mais Informação
Abstract/Resumo
No fim da primavera de 2019, os cidadãos da União Europeia (UE) foram chamados às urnas para eleger os seus representantes nacionais no Parlamento Europeu (PE). Em nove dos 28 Estados-membros, estas foram as nonas eleições directas em que os cidadãos participaram. O apelo à participação (materializado, por exemplo, na campanha Desta Vez Eu Voto) foi aparentemente mais bem-sucedido que em 2014, com a taxa de abstenção média a situar-se abaixo dos 50% – oito pontos percentuais inferior à da eleição anterior. Os resultados ditaram um menor peso dos dois principais grupos parlamentares europeus, Partido Popular Europeu e Socialistas e Democratas (menos 9% dos assentos vis-à-vis 2014), e permitiram vislumbrar uma considerável variação nacional e regional nos padrões de voto e participação.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
Registos de financiamentos
Referência de financiamento Entidade Financiadora
UID/SOC/03126/2013 Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Com o objetivo de aumentar a investigação direcionada para o cumprimento dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável para 2030 das Nações Unidas, é disponibilizada no Ciência-IUL a possibilidade de associação, quando aplicável, dos artigos científicos aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável. Estes são os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável identificados pelo(s) autor(es) para esta publicação. Para uma informação detalhada dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, clique aqui.