Artigo em revista científica
Automedicação: algumas reflexões sociológicas
Noémia Lopes (Lopes, N. M.);
Título Revista
Sociologia, Problemas e Práticas
Ano
2001
Língua
Português
País
Portugal
Mais Informação
Web of Science®

Esta publicação não está indexada na Web of Science®

Scopus

Esta publicação não está indexada na Scopus

Google Scholar

N.º de citações: 61

(Última verificação: 2022-08-10 20:37)

Ver o registo no Google Scholar

Abstract/Resumo
Com base num projecto de investigação em curso, apresentam-se neste artigo algumas reflexões sociológicas sobre a automedicação, que representam um primeiro patamar de aproximação analítica a este fenómeno e à sua constituição em objecto sociológico. Numa primeira linha de reflexão, equacionam-se as estratégias profissionais de poder que se desenvolvem em torno da automedicação, procurando dar visibilidade às transmutações sociais de que a mesma vem sendo objecto. Numa segunda linha de reflexão, e a partir de alguns dados empíricos já analisados, o fenómeno é enunciado como uma expressão da apropriação leiga dos saberes profissionais, em que se revelam diferentes modalidades de apropriação e de percepção social do risco, com desiguais configurações em diferentes grupos sociais. Numa última linha de reflexão, equaciona-se um conjunto de contributos teóricos para a interpretação das pistas analíticas encontradas.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
Modos de automedicação,Percepções leigas do risco,Saberes leigos,Estratégias profissionais
Registos de financiamentos
Referência de financiamento Entidade Financiadora
POCTI/SOC/36479/99 Fundação para a Ciência e a Tecnologia
Projetos Relacionados

Esta publicação é um output do(s) seguinte(s) projeto(s):