Artigo em revista científica
Camponeses emigrados e emigrantes regressados: práticas de emigração e estratégias de regresso numa aldeia da beira interior
Título Revista
Sociologia, Problemas e Práticas
Ano
1986
Língua
Português
País
Portugal
Mais Informação
Abstract/Resumo
A partir de um estudo local realizado numa aldeia do interior rural de Portugal, procura-se neste artigo distinguir os elementos de uma estratégia camponesa de emigração centrada no desenvolvimento e ampliação da exploração agrícola familiar à custa dos rendimentos obtidos com o trabalho em França e visando um regresso a médio prazo à comunidade rural. Privilegiando na observação as práticas sociais dos protagonistas do processo emigratório, através da reconstituição dos trajectos individuais e familiares dos emigrantes regressados ou em vias de o fazer e avaliando o impacte do seu investimento social e económico na comunidade rural, conclui-se que esta emigração de regresso surge orientada para a recomposição das estruturas sociais locais. Com o recurso a formas específicas de relação com o trabalho no estrangeiro entre as quais se destacam a ida apenas do chefe de família e a estacionalidade na derradeira fase do tempo de emigração, esta prática de uma pluriactividade assente em dois espaços sócio-geográficos tão distintos e longínquos, procede à viabilização de um espaço rural cuja sobrevivência estaria há muito comprometida em virtude do processo de desagregação social e demográfica a que foi submetido.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
Êxodo rural,Estratégias de emigração,Comunidade rural,Recomposição social