Artigo em revista científica
Determinantes da remuneração nas empresas portuguesas
Carlos Duarte (Duarte, C.); José Esperança (Esperança, J. P.); José Curto (Curto, J. D.);
Título Revista
Revista Portuguesa e Brasileira de Gestão
Ano
2007
Língua
Inglês
País
Portugal
Mais Informação
Abstract/Resumo
A análise e explicação das determinantes das diversas formas de remuneração em Portugal são o principal objectivo deste trabalho. Apesar da existência de diversos estudos sobre remunerações, até agora não foram desenvolvidos estudos sobre quais as determinantes explicativas da realidade empresarial. Este estudo identifica o conjunto de características das empresas e dos colaboradores que explicam o montante e a probabilidade de auferir remuneração variável e quais as determinantes da remuneração base, comparando-se os dois modelos através do «colaborador padrão». Os resultados mostram que a remuneração variável é mais utilizada nos níveis hierárquicos superiores, na área comercial, em empresas de menor dimensão, em filiais de empresas estrangeiras e para colaboradores com educação superior. Quanto à rendibilidade, os resultados revelam uma relação positiva com a probabilidade de existência de remuneração variável. No entanto, os montantes de remuneração variável são mais elevados nas empresas com menor rendibilidade.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
Remuneração variável,Teoria da Agência,Mercado interno de trabalho,Modelo Tobit