Comunicação em evento científico
Diplomados em Portugal. Quantos são, de que áreas, o que fazem?
Título Evento
Seminário de LEPS 2015, Laboratório de Ética e Profissão em Sociologia
Ano
2015
Língua
Português
País
Portugal
Mais Informação
--
Abstract/Resumo
O estudo caracteriza de forma aprofundada o universo de diplomados em Portugal. Começa por dar conta dos processos intensos de alargamento deste segmento, destacando o perfil ainda relativamente jovem e a prevalência feminina. Numa comparação europeia, dá conta da permanência de algum atraso do país, que ainda está longe de ter atingido os patamares de escolarização que demarcam o conjunto da UE. Neste quadro demarca-se uma vez mais o protagonismo das mulheres, as quais no segmento de idades 25 a 34 anos marcam a excepção pela sua proximidade aos perfis europeus. Num segundo eixo de análise desenvolve-se uma caracterização das condições socioeconómicas dos diplomados, segundo a idade, o género e área de formação. Esta análise dá relevo à importância estratégica de incremento do número de diplomados em Portugal. Numa terceira vertente analizam-se as condições de integração profissional dos diplomados. Relativamente aos espaços de profissionalização os dados apresentados permitem concluir de forma inequívoca de que a conclusão de um diploma de estudos superiores é um elemento potenciador de uma inserção profissional qualificante: O índice de qualificação do conjunto de diplomados situa-se acima de 80% dando conta da forte incidência de participação nas profissões de dirigentes, de especialistas e de quadros técnicos e chefias intermédias. Esta análise dá conta de uma desigualdade estrutural que demarca as condições de integração profissional de homens e mulheres, explicada principalmente pela dificuldade que elas experimentam em participar nas profissões dirigentes.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
Ensino superior; empregabilidade; profissionalização; qualificação profissional