Periódico generalista
Entrevista: Ataques a civis no norte de Moçambique - Do "Boko Haram" moçambicano à " fragilidade institucional" no país
Xénia de Carvalho (Carvalho, X.);
Título Revista/Livro/Outro
e-Global Notícias em Português
Ano
2018
Língua
Português
País
Portugal
Mais Informação
Web of Science®

Esta publicação não está indexada na Web of Science®

Scopus

Esta publicação não está indexada na Scopus

Google Scholar

Esta publicação não está indexada no Google Scholar

Abstract/Resumo
Em entrevista, Eric Morier-Genoud, especialista em história e política africana com enfoque em Moçambique, da Queen's University de Belfast, na Irlanda do Norte, e Ercílio Chaúque, profissional na área de desenvolvimento comunitário, residente na província de Cabo Delgado, em Moçambique, entraram num diálogo sobre o que pode estar na origem dos ataques a civis no norte de Moçambique. Desde maio deste ano, o grupo armado denominado localmente por "Al-Shabab" já causou a morte de diversos civis, variando o número entre 46 a 29 civis, bem como a morte de 11 alegados elementos do grupo armado e 2 membros das Forças de Defesa e Segurança (FDS) de Moçambique. Partimos da ideia que Eric Morier-Genoud lançou ao analisar o que se está a passar na província de Cabo Delgado, de que estamos perante uma versão moçambicana do "Boko Haram" nigeriano.
Agradecimentos/Acknowledgements
Nº registo ERC -126796
Palavras-chave
Moçambique,Radicalismo Islâmico,Eric Morier-Genoud,Ercílio Chaúque,Cabo Delgado
  • Ciências da Comunicação - Ciências Sociais
  • Antropologia - Ciências Sociais

Com o objetivo de aumentar a investigação direcionada para o cumprimento dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável para 2030 das Nações Unidas, é disponibilizada no Ciência-IUL a possibilidade de associação, quando aplicável, dos artigos científicos aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável. Estes são os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável identificados pelo(s) autor(es) para esta publicação. Para uma informação detalhada dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, clique aqui.