Publicação em atas de evento científico
Estereótipos sociais e assimetria simbólica: três estudos com jovens angolanos e portugueses
Maria Rosa Cabecinhas (Cabecinhas, R.); Lígia Amâncio (Amâncio, L.);
VIII Congresso Luso-Afro-Brasileiro de Ciências Sociais
Ano
2004
Língua
Português
País
Portugal
Mais Informação
--
Abstract/Resumo
A maior parte da pesquisa sobre estereótipos sociais tem sistematicamente privilegiado a perspectiva do grupo dominante, ignorando a perspectiva dos grupos minoritários, alvos de discriminação. Nesta investigação tentámos ultrapassar essa limitação, realizando três estudos em que participaram tanto membros do grupo maioritário - os portugueses - como membros de um grupo minoritário - os angolanos. A escolha dos angolanos deveu-se ao facto de este ser o segundo maior grupo de origem africana em termos numéricos em Portugal e constituir um grupo de imigração mais recente e menos estudo do que os cabo-verdianos (primeiro grupo em termos numéricos e com várias gerações em Portugal; Saint-Maurice, 1997). Na nossa perspectiva, os estereótipos sociais são representações subjectivas e socialmente partilhadas, sobre as características e os comportamentos de grupos humanos, estratificados segundo critérios socialmente valorizados, e traduzindo uma determinada ordem nas relações intergrupais (Cabecinhas, 2002; Tajfel, 1981/1983). Nesta comunicação apresentamos três estudos em que participaram estudantes portugueses e estudantes angolanos residentes em Portugal, com o objectivo de analisar os estereótipos dos jovens sobre o seu próprio grupo (auto-estereótipo) e sobre o grupo dos outros (hetero-estereótipo).
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
Estereótipos sociais,Assimetria simbólica
  • Psicologia - Ciências Sociais