Artigo em revista científica Q4
Estudo comparativo da adaptação marginal de 2 cimentos endodônticos
Ingride Ribeiras (Ribeiras, I.); Isabel Vasconcelos (Vasconcelos, I.); Madalena Ramos (Ramos, M.); Manuela Lopes (Lopes, M.); António Ginjeira (Ginjeira, A.);
Título Revista
Revista Portuguesa de Estomatologia, Medicina Dentária e Cirurgia Maxilofacial
Ano
2015
Língua
Português
País
Portugal
Mais Informação
Web of Science®

N.º de citações: 0

(Última verificação: 2021-03-03 22:29)

Ver o registo na Web of Science®

Scopus

N.º de citações: 1

(Última verificação: 2021-03-03 14:54)

Ver o registo na Scopus


: 1.0
Títulos Alternativos

(Inglês) Comparative study of marginal adaptation of two sealers

Abstract/Resumo
Objetivo: Comparação da adaptação marginal da obturação com técnica de cone único, utilizando 2 cimentos endodônticos (AH Plus e EndoSequence BC Sealer) e 2 tipos de cones deguta-percha (Protaper F4 e EndoSequence BC Points). Métodos: Vinte e um dentes monorradiculares foram preparados com limas Protaper e obturados com técnica de cone único. Foram constituídos 3 grupos experimentais de acordo comas combinações: Protaper F4 e AH Plus (AH); Protaper F4 e EndoSequence BC Sealer (F4ES);EndoSequence BC Points e EndoSequence BC Sealer (ES). Os espécimes foram observados ao microscópio eletrónico de varrimento (MEV) e calculada a média das ordens do tamanho das fendas e da percentagem de fendas no perímetro do espécime. Os dados foram submetidos a testes estatísticos não paramétricos (alfa = 0,05). Resultados: A análise dos resultados revelou existência de zonas com fendas e zonas sem fendas, em todos os grupos. Em média, o grupo AH apresentou fendas maiores, independentemente dos terços. Quando comparados os terços, existe diferença significativa (p < 0,05)entre o grupo AH e ES (p = 0,001) e entre o ES e o F4ES (p = 0,009) no terço apical; entre o grupo AH e o ES (p = 0,022) no terço médio; entre o grupo AH e o F4ES (p = 0,009) e entre o AHe o ES (p < 0,001) no terço coronário. Quando analisada a percentagem de fendas não foram encontradas diferenças significativas no terço apical (p = 0,775), médio (p = 0,144) e coronário (p = 0,158). Conclusões: De uma forma geral, a combinação entre ES e Endosequence BC Points permitiu obter melhores resultados.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
Obturação canalar,Cimentos biocerâmicos,Cimentos à base de resina epoxi,Microscópio electrónico de varrimento
  • Medicina Clínica - Ciências Médicas
Registos de financiamentos
Referência de financiamento Entidade Financiadora
UID/SOC/03126/2013 Fundação para a Ciência e a Tecnologia