Capítulo de livro
Guias da periferia: usos da arte urbana num bairro precarizado de Lisboa
Otávio Raposo (Raposo, O.);
Título Livro
Cidades em mudança: processos participativos em Portugal e no Brasil
Ano
2018
Língua
Português
País
Brasil
Mais Informação
--
Abstract/Resumo
A Quinta da Mocho, um bairro da periferia de Lisboa, transformou-se numa das maiores galerias de arte urbana a céu aberto da Europa, com mais de 70 grafites a decorar as fachadas dos seus prédios de habitação social. Esta política pública é organizada pela Câmara Municipal de Loures e conta com a participação de jovens do bairro. Nas visitas guiadas que dinamizam, eles apresentam uma perspectiva que contraria os tradicionais estereótipos sobre o bairro, até então considerado como um dos mais “problemáticos” da Região Metropolitana de Lisboa. A partir do acompanhamento etnográfico dessas visitas, procuro refletir sobre segregação, cidadania, políticas públicas e a utilização da arte urbana na abordagem das questões sociais.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
Arte urbana,Quinta do Mocho,Juventude,Periferia,Graffiti,Voluntariado
Registos de financiamentos
Referência de financiamento Entidade Financiadora
UID/SOC/03126/2013 Fundação para a Ciência e a Tecnologia