Capítulo de livro
Novas configurações da governança da diversidade. O interculturalismo como modo de incorporação
Nuno Oliveira (Oliveira, Nuno);
Título Livro
Migrações Internacionais e Políticas Públicas [no prelo]
Ano
2017
Língua
Português
País
Portugal
Mais Informação
--
Abstract/Resumo
Utilizando a noção de governança da diversidade, este capítulo retraça o processo de adopção do interculturalismo em Portugal. Parte de três ideias. Primeiro, mostramos que o interculturalismo não se opôs a um modelo anterior, tal como o multiculturalismo, foi antes a opção tomada pelos poderes públicos desde os primórdios das políticas de imigração. Segundo, a sua consolidação obedece a um processo de europeização do modelo de integração da diferença que faz com que as orientações portuguesas mimetizem no fundamental as políticas europeias. Terceiro, sugerimos um conjunto de traços característicos do interculturalismo identificáveis em medidas concretas por oposição aos debates mais normativos da teoria política. O texto faz uso da noção de campo político-institucional – combinando Bourdieu e DiMaggio - salientando a luta pelos significados legítimos da produção política e as formas estruturadas de relações interorganizacionais através das quais abordaremos a governança da diversidade. Fazemos uso de um corpus discursivo recolhido em entrevistas e documentos oficiais. Concluímos pela identificação de uma mutação fundamental no espaço político e social do interculturalismo.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave