Comunicação em evento científico
O papel das ciências sociais na criação de condições de paz
Título Evento
Para além das Fronteiras
Ano
2017
Língua
Português
País
Portugal
Mais Informação
Abstract/Resumo
Uma pergunta perturbadora é a de saber como e se a consciência de que a história da violência extrema se pode estar a repetir com esta crise, em termos equivalentes àqueles que não evitaram a II Grande Guerra, é capaz de fazer parar o prenúncio do desastre. A figura do herói clássico – ou do cowboy moderno – pode acontecer? A democracia pode funcionar a favor da paz na época da geração mais bem-educada de sempre? As instituições e os estados, que nunca os houve tantos e tão interligados entre si, estão em condições de favorecer a racionalidade na vida internacional? António Guterres, como secretário-geral da ONU, estará em posição privilegiada para responder a estas perguntas. Este artigo relata a experiência de um sociólogo que encaminhou o pedido pungente de uma voluntária grega seis anos antes da “invasão” dos refugiados sírios da UE para informar o mundo do que se passava então na fronteira de Lesbos. Isso não evitou as desumanidades que se viveram nessa ilha, e continuam presumivelmente a viver. Em que condições será possível passar a mobilizar as ciências sociais e as suas publicações para prestar serviços de pacificação à humanidade?
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
paz,globalização,desastre,teoria social