Artigo em revista científica
Os significados da lealdade em Hirschman: o papel da identidade organizacional
Francisco Nunes (Nunes, F. G.); Luís Reto (Reto, L.); Luís Martins (Martins, L.); Armando Valente Tinoco (Tinoco, A. );
Título Revista
Revista Portuguesa e Brasileira de Gestão
Ano
2014
Língua
Português
País
Portugal
Mais Informação
Abstract/Resumo
Tendo por base o trabalho original de Hirschman (1970) e a teoria da identidade organizacional, evidenciamos a existência de duas aceções do conceito de lealdade: como vinculação, descrevendo a ligação entre os indivíduos e as organizações, a dominante no trabalho do autor; como resposta, traduzindo uma postura passiva e confiante, a mais corrente na literatura subsequente. Em linha com a teorização original de Hirschman, os resultados obtidos numa amostra de militares da Marinha de Guerra Portuguesa mostram que: lealdade como vinculação e lealdade como resposta são conceitos distintos e que ambos são explicados pela identidade organizacional percebida; a lealdade como vinculação medeia totalmente a relação entre a identidade organizacional percebida e a voz; o abandono e a lealdade como resposta são influenciados diretamente pela identidade organizacional percebida sem qualquer efeito mediador da lealdade como vinculação. Estes resultados suportam parcialmente a proposição central em Hirschman, segundo a qual o papel da lealdade é o de ativar a voz e afastar o abandono.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
Abandono, Voz, Lealdade, Identidade organizacional