Publicação em atas de evento científico
Perfil de consumidor dos agricultores da Terceira (Açores-Portugal)
Emiliana Silva (Silva, E.); Gisele Toste (Toste, G.); Maria José Palma Lampreia Dos-Santos (Dos-Santos, M.);
56º Congresso da Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural
Ano
2018
Língua
Português
País
Brasil
Mais Informação
--
Abstract/Resumo
s Açores são um arquipélago português, em que predomina a atividade agrícola, nomeadamente, a pecuária. O objetivo deste trabalho é definir o perfil dos 150 agricultores Terceirenses, pela disposição a pagar por terem uma melhoria na qualidade. Para tal recorre-se à análise cluster (método Ward) para identificar as principais caraterísticas diferenciadoras os grupos, de modo, a permitir apoiar a decisão dos agricultores. Obtiveram-se 4 clusters, em que as características usadas para a sua diferenciação. Numa primeira parte, faz-se a caraterização geral das características agrícolas dos agricultores da amostra, depois apresentam-se a metodologia e os principais resultados. O cluster 1 era composto por 73 agricultores (48,7% do total de agricultores inquiridos), dos quais a maior parte (97,3% tinha até ao terceiro ciclo de escolaridade, e 57,5% tinham idades entre os 26 e 45 anos de idade e 73 agricultores tinham mais do que 1500 € por mês. O cluster 2, composto por 5 agricultoras, que estavam dispostas a contribuir, em média, para a melhoria da qualidade de água 9,60 €, tinham idades entre os 26 e 45 anos; todas com mais do que o primeiro ciclo, em que 40% delas tinha o segundo ciclo. A dimensão média do agregado familiar era de 3,6 elementos e, e 80% delas auferiam mais do que 1500 € por mês. O cluster 3 era constituído por seis agricultoras, que estavam dispostas a pagar para terem uma água de melhor qualidade. Todas as agricultoras tinham idades no intervalo de 26 a 45 anos, e tinham um nível de escolaridade superior ao primeiro ciclo, a dimensão média do agregado familiar era de 2,5 elementos, todas as agriculturas auferia mais do que 2000 €. O cluster 4, constituído por 66 inquiridos, estavam dispostos a pagar pela melhoria da água 12,47€, eram exclusivamente agricultores, em que 84.8%(56) tinham idades entre os 26 e 45 anos, todos tinham mais do que o primeiro ciclo, e 34,8% tinham o ensino secundário. A maior parte destes agricultores (83.3%) auferiam por mês mais de 1500 € mensais. De um modo geral, constata-se uma visão utilitarista da água, pelos agricultores Terceirenses inquiridos.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
Açores,Agricultor,Análise cluster,Disposição média a pagar,Método Ward

Com o objetivo de aumentar a investigação direcionada para o cumprimento dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável para 2030 das Nações Unidas, é disponibilizada no Ciência-IUL a possibilidade de associação, quando aplicável, dos artigos científicos aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável. Estes são os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável identificados pelo(s) autor(es) para esta publicação. Para uma informação detalhada dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, clique aqui.