Artigo em revista científica Q4
Refugiados em Portugal. Fronteira e vigilância no tempo da Guerra Civil de Espanha (1936-1939)
Fábio Faria (Faria, F. A.);
Título Revista
Revista Portuguesa de História
Ano
2017
Língua
Português
País
Portugal
Mais Informação
Web of Science®

N.º de citações: 0

(Última verificação: 2020-09-16 22:35)

Ver o registo na Web of Science®

Scopus

N.º de citações: 0

(Última verificação: 2020-09-21 08:12)

Ver o registo na Scopus

Títulos Alternativos

(Inglês) Refugees in Portugal. Frontier and vigilance at the time of Spanish Civil War (1936-1939)

Abstract/Resumo
Em contexto de ditadura, instituída oficialmente em 1933, regime autoritário e receoso do contacto com o exterior, o poder viu-se confrontado com a entrada massiva de refugiados, consequência da Guerra Civil de Espanha (1936-1939) e da II Guerra mundial (1939-1945). Com o início da Guerra Civil em Espanha, a 18 de julho de 1936, milhares de espanhóis, civis e militares, republicanos e franquistas, tentaram abandonar o país receando os perigos decorrentes do conflito. Portugal, pela sua proximidade geográfica, foi um país especialmente procurado pelos foragidos espanhóis como lugar de refúgio. Dada a natureza do regime, foi prioridade controlar e vigiar a entrada destes estrangeiros no país. Com esse objetivo, os postos fronteiriços de vigilância foram reforçados, especialmente nos primeiros meses do conflito espanhol, e estreitou-se a colaboração entre as diversas forças policiais portuguesas. Não obstante estas medidas, muitos espanhóis passaram a fronteira portuguesa clandestinamente e refugiaram-se no país, contando com o auxílio de portugueses e de outros espanhóis residentes em Portugal. Explora-se, neste artigo, a presença destes refugiados em Portugal e dá-se particular destaque à vigilância das fronteiras e às operações policiais desenvolvidas na região norte do país nos primeiros meses da Guerra Civil de Espanha, no sentido de controlar este fluxo.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
Refugiados,Guerra Civil de Espanha,Estado Novo,Espanhóis
  • História e Arqueologia - Humanidades
Registos de financiamentos
Referência de financiamento Entidade Financiadora
SFRH/BD/11483/2016 Fundação para a Ciência e a Tecnologia
UID/SOC/03126/2013 Fundação para a Ciência e a Tecnologia