Artigo em revista científica Q3
Safe needling of arteriovenous fistulae in patients on hemodialysis: Literature review and a new approach
Ricardo Peralta (Peralta, R.); João Fazendeiro de Matos (Matos, J. M. de); Helena Carvalho (Carvalho, H.);
Título Revista
Nephrology Nursing Journal
Ano
2021
Língua
Inglês
País
Estados Unidos da América
Mais Informação
Scopus

N.º de citações: 0

(Última verificação: 2021-06-18 14:30)

Ver o registo na Scopus

Abstract/Resumo
Although buttonhole cannulation has some benefits compared to rope-ladder cannulation, the increase of infection rates represents a major obstacle to patient safety, and its use is questionable in routine clinic practice. On the other hand, rope-ladder cannulation is difficult to implement even with a prescribed protocol, leading the cannulator in daily practice to a possible use of the area technique. This article provides a reflection on the impact of cannulation technique on the safety of patients on regular hemodialysis treatment and describes a new approach for arteriovenous fistula cannulation, the Multiple Single Cannulation Technique (MuST). The MuST has not been described before, but it has been used with promising results. Further studies are needed to confirm the benefits of this cannulation technique.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
Safety,Cannulation,Buttonhole,Rope-ladder,Arteriovenous fistula,Successful cannulation
  • Medicina Clínica - Ciências Médicas
  • Ciências da Saúde - Ciências Médicas
  • Outras Ciências Médicas - Ciências Médicas

Com o objetivo de aumentar a investigação direcionada para o cumprimento dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável para 2030 das Nações Unidas, é disponibilizada no Ciência-IUL a possibilidade de associação, quando aplicável, dos artigos científicos aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável. Estes são os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável identificados pelo(s) autor(es) para esta publicação. Para uma informação detalhada dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, clique aqui.