Artigo em revista científica
Sindicalismo e relações industriais em Portugal
Alan Stoleroff (Stoleroff, A.);
Título Revista
Sociologia, Problemas e Práticas
Ano
1988
Língua
Português
País
Portugal
Mais Informação
Abstract/Resumo
O objectivo deste artigo é explorar algumas razões da falta de desenvolvimento de sistemas institucionalizados de relações industriais nas empresas e nas organizações portuguesas. Apresenta-se algumas hipóteses de explicação da "anomalia" que o caso português constitui em relação ao modelo "paradigmático" de sistemas de relações industriais, elaborado pela sociologia política nos países industrializados avançados. Em Portugal é preciso distinguir entre indicadores duma institucionalização extensiva formal das regras da regulação das relações industriais e a sua fraca institucionalização qualitativa. O "subdesenvolvimento" relativo da estrutura económica e social não explica suficientemente o carácter sui generis das relações industriais em Portugal. Por um lado salienta-se a importância da incerteza política bem como a económica. Por outro, a forma da politização do sindicalismo, isto é, a sua instrumentalização partidária, sendo em parte resposta estratégica à incerteza, é vista como um impedimento à emergência dum sistema de relações industriais correspondentes ao modelo.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
Sindicalismo,Relações industriais,Institucionalização,Politização do sindicalismo,Incerteza
  • Sociologia - Ciências Sociais