Comunicação em evento científico
Sobre o regresso de emigrantes portugueses qualificados: diagnóstico de situação atual
Pedro Gois (Pedro Gois); José Carlos Marques (José Carlos Marques); Filipa Pinho (Pinho, Filipa);
Título Evento
X Congresso Português de Sociologia - Na era da "Pós-verdade"? Esfera Pública, Cidadania e Qualidade da Democracia no Portugal Contemporâneo, 10-12 de julho de 2018
Ano
2018
Língua
Português
País
Portugal
Mais Informação
--
Abstract/Resumo
Na última década observou-se uma intensificação da emigração portuguesa, em resultado da combinação de diversos fatores, onde destacamos o fraco crescimento económico após 2000, o aumento do desemprego e a imposição de políticas de austeridade. A emigração portuguesa deste milénio tem sido predominantemente europeia e nela se destaca o Reino Unido no topo do ranking dos destinos. Com a suavização da crise após 2014-2015, o retorno ao crescimento e as novas crises na Europa (Brexit e movimentos anti-imigração em vários países europeus) existe a expectativa de um aumento dos movimentos de regresso a Portugal. Estes regressos poderão contribuir para o desenvolvimento demográfico e económico do país, devido aos investimentos que poderão ser feitos e, também, à transferência de conhecimento acumulado durante o processo de residência no estrangeiro (isto, pensando num “ganho de cérebros”). Assim, estamos no momento certo para retomar estudos sobre o regresso de emigrantes, replicando os que se realizaram nos anos 1980 para estudar os regressos da “velha” emigração portuguesa para a Europa, mas, também, para implementar iniciativas estratégicas de recuperação destes emigrantes. Com o objetivo de aferir a situação atual relativamente a esta possibilidade de retornos, o estudo “Empreender 2020 – o regresso de uma geração preparada” incidiu sobre as expectativas de retorno de migrantes qualificados, o papel da integração na sociedade de destino para a predisposição para o regresso, o desenvolvimento de diferentes formas de mobilidade entre países de origem e de destino e o potencial dos migrantes para a promoção do desenvolvimento regional das áreas de origem dos migrantes. Na presente comunicação apresentam-se resultados do inquérito, difundido e respondido online entre janeiro e março de 2017, a cidadãos de nacionalidade portuguesa ou nascidos em Portugal residentes no estrangeiro, detentores de uma formação de nível pós-secundário. Além das características sociodemográficas da amostra de respondentes, pretende-se apresentar a sua distribuição geográfica nos países de destino, tempos de permanência e, relativamente ao retorno, as expectativas e as motivações que detêm para que este se torne efetivo.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
emigração portuguesa,migrantes qualificados,regresso.