Artigo em revista científica
Introdução ao Dossiê Juventudes, decolonialidades e estéticas insurgentes
Otávio Raposo (Raposo, Otávio); Livia Jiménez Sedano (Sedano, Livia Jiménez); Redy Lima (Lima, Redy);
Título Revista
Revista TOMO
Ano
2020
Língua
Português
País
Brasil
Mais Informação
Abstract/Resumo
Os diálogos culturais gerados entre África, América e Europa têm sido férteis na difusão de novas narrativas sonoras, corporais e plásticas, globalizadas em ritmo acelerado através das migrações internacionais e de plataformas comunicacionais na era/geração digital. Do kuduro ao rap, da arte urbana às linguagens audiovisuais, as intervenções estéticas protagonizadas por jovens de áreas socialmente periféricas têm conquistado espaço na Internet, televisão e rádio, bem como em exposições de arte e pistas de dança de ambos os lados do Atlântico. Estes processos de globalização têm seguido uma lógica contra-hegemônica, constituindo o que Thussu (2007) denomina “contra-fluxos”. Estas formas de expressão cultural espalhadas ao nível global, incorporam-se a novos contextos nos quais adquirem novos significados políticos e sociais, promotores de sociabilidades alternativas e estilos de vida inovadores, passíveis de, por vezes, subverter as dinâmicas de segregação urbana, dos racismos e das violências. Nesses trânsitos de pessoas e experiências, também emergem estéticas relacionadas às questões de poder, implicadas por diásporas e memórias relacionadas ao colonialismo. O objetivo deste dossiê é problematizar, desde uma perspectiva interdisciplinar das ciências sociais, expressividades estéticas e estilos de vida, estratégias de disseminação da arte e performances entre jovens de contextos desfavorecidos, decorrentes das relações entre a colonialidade e decolonialidade de poderes e saberes. Buscamos também refletir sobre os novos circuitos artísticos, as práticas políticas e as configurações identitárias dessa juventude frente às condições de estigmatização, desigualdade econômica e insatisfação das soluções multiculturais.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
juventude,decolonialidade,estética,arte,insurgência,criatividade

Com o objetivo de aumentar a investigação direcionada para o cumprimento dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável para 2030 das Nações Unidas, é disponibilizada no Ciência-IUL a possibilidade de associação, quando aplicável, dos artigos científicos aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável. Estes são os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável identificados pelo(s) autor(es) para esta publicação. Para uma informação detalhada dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, clique aqui.