Artigo em revista científica Q4
A antropomorfização de animais não humanos na publicidade portuguesa: o caso de ‘A vaca que ri’
Rui Pedro Fonseca (Fonseca, R. P.);
Título Revista
Revista Crítica de Ciências Sociais
Ano
2017
Língua
Português
País
Portugal
Mais Informação
Web of Science®

N.º de citações: 1

(Última verificação: 2019-09-14 00:14)

Ver o registo na Web of Science®

Scopus

N.º de citações: 0

(Última verificação: 2019-09-10 10:24)

Ver o registo na Scopus

Títulos Alternativos

(Inglês) The anthropomorphization of non-human animals in Portuguese advertising: the case of 'The laughing cow'

Abstract/Resumo
Na contemporaneidade, o contacto entre consumidores/as e animais não humanos explorados para consumo é essencialmente mediado por representações culturais, em particular a publicidade. Uma das fórmulas de representação publicitária de animais não humanos consiste na sua antropomorfização – estes surgem como personagens fictícias que, por princípio, têm como função alcançar uma boa continuidade promocional. Mediante a seleção de um estudo do caso publicitário ‘A vaca que ri’, bem como uma definição e contextualização histórica do termo, este estudo tem como objetivo compreender os corolários da antropomorfização – quer para os animais não humanos explorados para consumo, quer para os/as consumidores/as.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
Animais,Antropomorfismo,Publicidade,Representações,Vaca que ri
  • Psicologia - Ciências Sociais
  • Outras Ciências Sociais - Ciências Sociais
Registos de financiamentos
Referência de financiamento Entidade Financiadora
UID/SOC/03126/2013 Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Com o objetivo de aumentar a investigação direcionada para o cumprimento dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável para 2030 das Nações Unidas, é disponibilizada no Ciência-IUL a possibilidade de associação, quando aplicável, dos artigos científicos aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável. Estes são os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável identificados pelo(s) autor(es) para esta publicação. Para uma informação detalhada dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, clique aqui.