Periódico generalista
Academias de talento feminino na advocacia: Feminismo neoliberal, resistências e emancipações.
Susana Santos (Santos, S.);
Título Revista/Livro/Outro
Socialis. Jornal do Núcleo de Estudantes de Sociologia do ISCTE
Ano
2021
Língua
Português
País
Portugal
Mais Informação
Web of Science®

Esta publicação não está indexada na Web of Science®

Scopus

Esta publicação não está indexada na Scopus

Google Scholar

Esta publicação não está indexada no Google Scholar

Abstract/Resumo
O artigo “Academias de Talento Feminino: meios de emancipação ou ferramentas de reprodução social?” publicado no número 42 da revista ex aequo (https://exaequo.apem-estudos.org/page/numeros-publicados?lingua=pt) é parte integrante de um projeto de investigação sobre as transformações da advocacia entrecruzando a formação académica, a socialização e a esfera do trabalho. O projeto tem-se debruçado sobre a advocacia em contexto societário, isto é, advogados/as que exercem a sua profissão num escritório com colegas, em regime hierárquico, com várias posições intermédias de carreira e que se inicia por uma fase de estágio mais ou menos prolongada no tempo ( cerca de dois anos) e que trabalham em diversos projetos, em simultâneo, para vários clientes, numa lógica de especialização por áreas temáticas e a uma escala global.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
feminismo neoliberal,sociologia das profissões,advocacia
  • Sociologia - Ciências Sociais
  • Direito - Ciências Sociais

Com o objetivo de aumentar a investigação direcionada para o cumprimento dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável para 2030 das Nações Unidas, é disponibilizada no Ciência-IUL a possibilidade de associação, quando aplicável, dos artigos científicos aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável. Estes são os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável identificados pelo(s) autor(es) para esta publicação. Para uma informação detalhada dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, clique aqui.