Artigo em revista científica
Antropologia da saúde, psiquiatria transcultural e etnopsiquiatria — considerações teóricas
Teresa Rego de Sousa (Sousa, T. R.); Cristina Santinho (Santinho, C.);
Título Revista
Trabalhos de Antropologia e Etnologia
Ano
2019
Língua
Português
País
Portugal
Mais Informação
Abstract/Resumo
O presente artigo surge na sequência da análise teórica e do trabalho etnográfico realizado em 2017 e 2018, condensada na dissertação de mestrado em Antropologia sobre saúde mental, psiquiatria transcultural e requerentes de asilo/refugiados. Procurou-se, aqui, trilhar pela análise referente aos modelos da psiquiatria moderna e a importância do papel da antropologia (da saúde) na produção de novas formulações teóricas, que dizem respeito à “transculturalidade” na clínica. Importa salientar que, cada vez mais, é necessária a interdisciplinaridade de ambas as áreas, pois o contrário vem sido revelado como conducente a práticas clínicas transculturais estéreis, que fragmentam a realidade trazida pelos imigrantes, refugiados e requerentes de asilo. Serve o presente para realçar a importância deste discurso polimorfo.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
Psiquiatria transcultural,Etnopsiquiatria,Antropologia da saúde
  • Antropologia - Ciências Sociais
Registos de financiamentos
Referência de financiamento Entidade Financiadora
UID/ANT/04038/2013 Fundação para a Ciência e a Tecnologia

Com o objetivo de aumentar a investigação direcionada para o cumprimento dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável para 2030 das Nações Unidas, é disponibilizada no Ciência-IUL a possibilidade de associação, quando aplicável, dos artigos científicos aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável. Estes são os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável identificados pelo(s) autor(es) para esta publicação. Para uma informação detalhada dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, clique aqui.