Publicação em atas de evento científico
Bairro do Restelo: Bairro(s) Lisboeta que anuncia um somatório de experiências de urbanismo (sustentável)
Patrícia Bento d'Almeida (d'Almeida, P. Bento); Teresa Marat-Mendes (Marat-Mendes, T.);
PNUM 2019 Anais
Ano
2019
Língua
--
País
Brasil
Mais Informação
Abstract/Resumo
O território que hoje denominamos de Restelo, é testemunho de distintos ensaios urbanísticos ocorridos ao longo do século XX, num só lugar de Lisboa. O “Bairro”, resultante do somatório várias “partes de bairros”, representa mais de cinquenta anos de oportunidades oferecidas a urbanistas e arquitectos Portugueses para colocarem em prática modelos de cidade criados além-fronteiras, sendo uns teóricos e outros já previamente experienciados. Assim, na encosta tardoz ao Mosteiro dos Jerónimos, é possível identificar a influência da Cidade Jardim, por via do arquitecto-urbanista João Guilherme Faria da Costa e do Institut d’Urbanisme de Paris, onde se diplomou, mas também se reconhecem boulevards de inspiração Parisiense, enquadrados pelo Rio Tejo e por um número de Monumentos Nacionais, e a vontade de ensaiar a Modernidade trazida por de Le Corbusier e pela Carta de Atenas. A partir dos aos sessenta, com o advento da investigação científica em Arquitectura e Urbanismo no Laboratório Nacional de Engenharia Civil, vários foram os contactos estabelecidos entre os seus investigadores e homólogos centros de investigação internacionais. A influência que estes tiveram sobre os arquitectos-investigadores Portugueses refletiu-se nos subsequentes trabalhos desenvolvidos em profissão liberal, particularmente no próprio Restelo, pela mão do arquitecto Nuno Portas que, com Nuno Teotónio Pereira, desenvolveu o plano de pormenor de “um dos bairros”. Referimo-nos em concreto à experimentação volumétrica de diferentes soluções urbanas como resposta ao problema da densidade. Designadamente um regresso à cidade tradicional, à substituição da construção em “altura” por uma construção de “baixa altura”, dando resposta ao contemporâneo diagrama de Fresnel de Lionel March e Leslie Martin. O Restelo integra visivelmente uma mão cheia de contributos da História da Arquitectura, do Urbanismo e da Investigação Científica em Arquitectura e Urbanismo em Portugal. Passados 80 anos da primeira intervenção urbana, o Restelo representa hoje um dos bairros mais carismáticos do urbanismo Português do século XX, pois testemunha ainda hoje problemas que afetam muitas outras cidades e colocam em causa a sustentabilidade socioeconómica e ambiental. Esta apresentação identifica e analisa os modelos urbanos aplicados na evolução do Restelo e consequentemente promove uma leitura sobre os eventuais impactos que estes têm ao nível das questões socioeconómicas e ambientais na atualidade, no sentido de promover uma leitura de soluções para a sua desejável sustentabilidade urbana.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
Cidade Jardim,Cidade Moderna,Torres Habitacionais,Cidade Tradicional,Sustentabilidade.
  • Outras Ciências Naturais - Ciências Naturais
  • Outras Engenharias e Tecnologias - Engenharia e Tecnologia
  • História e Arqueologia - Humanidades
  • Artes - Humanidades
  • Outras Humanidades - Humanidades
Registos de financiamentos
Referência de financiamento Entidade Financiadora
SFRH/BPD/117167/2016 FCT
POCI-01-0145-FEDER-016431 FCT COMPETE2020

Com o objetivo de aumentar a investigação direcionada para o cumprimento dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável para 2030 das Nações Unidas, é disponibilizada no Ciência-IUL a possibilidade de associação, quando aplicável, dos artigos científicos aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável. Estes são os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável identificados pelo(s) autor(es) para esta publicação. Para uma informação detalhada dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, clique aqui.