Capítulo de livro
Desafios do Carbono Incorporado e da Avaliação de Ciclo de Vida nos Edifícios
Ricardo Pontes Resende (Resende, R.); Sara Parece (Parece, S.);
Título Livro
GUIA DE FORMAÇÃO EM ARQUITETURA BIOCLIMÁTICA E EFICIÊNCIA ENERGÉTICA NOS AÇORES
Ano (publicação definitiva)
2024
Língua
Português
País
Portugal
Mais Informação
Web of Science®

Esta publicação não está indexada na Web of Science®

Scopus

Esta publicação não está indexada na Scopus

Google Scholar

N.º de citações: 0

(Última verificação: 2024-07-13 08:42)

Ver o registo no Google Scholar

Abstract/Resumo
O Ambiente e as Alterações Climáticas são temas que têm vindo a ganhar maior relevância junto da sociedade, no geral, tendo a Arquitetura um importante contributo a dar com vista a garantir a qualidade e a sustentabilidade do ambiente construído. Se no passado os edifícios tinham pouca climatização e integravam muitos materiais endógenos, repercutindo-se em baixos consumos energéticos, no presente os edifícios, para fazer face às atuais exigências de conforto ambiental e de habitualidade, apresentam novas soluções e componentes construtivas, traduzindo-se num maior consumo energético. Logo, reduzir emissões para estabilizar o clima e obter conforto higrotérmico e de habitabilidade na (re)construção do edificado com baixo consumo de energia e baixas emissões de carbono, dando uma eficiente resposta à mitigação, descarbonização e suficiência energética, são alguns dos desafios atuais da Arquitetura. A Direção Regional do Ambiente e Alterações Climáticas (DRAAC), um departamento da Secretaria Regional do Ambiente e Alterações Climáticas do Governo dos Açores, consciente de que o edificado deve responder aos desafios ambientais e contribuir para a mitigação de impactes, através da adaptação da Arquitetura ao território e dos processos e componentes construtivas e materiais, dirigiu um convite à Secção Regional dos Açores da Ordem dos Arquitectos (SRAZO) para promover uma formação em Arquitetura Bioclimática e Eficiência Energética dos Açores e para elaborar um guia também em Arquitetura Bioclimática e Eficiência Energética dos Açores. Estas duas iniciativas, destinadas, sobretudo, a profissionais da área de Arquitetura e Engenharia Civil, foram desenvolvidas no âmbito do projeto PlanClimac, que visa promover a Macaronésia como “um laboratório de estudos sobre as alterações climáticas, através de planeamento conjunto, monitorização, observação, melhoria do conhecimento e sensibilização da população para os riscos e ameaças da mudança climática”, tendo como principal objetivo, “permitir o desenvolvimento das suas competências na execução de projetos que melhorem o comportamento térmico, a eficiência energética e a circularidade ao longo de toda a vida dos edifícios, permitindo a redução de emissões poluentes, especialmente de CO2”.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
  • Engenharia Civil - Engenharia e Tecnologia

Com o objetivo de aumentar a investigação direcionada para o cumprimento dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável para 2030 das Nações Unidas, é disponibilizada no Ciência-IUL a possibilidade de associação, quando aplicável, dos artigos científicos aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável. Estes são os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável identificados pelo(s) autor(es) para esta publicação. Para uma informação detalhada dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, clique aqui.