Comunicação em evento científico
Monumentos Nacionais: Impactos na Abertura ao Público na sequência da COVID-19
Sofia Costa Macedo (Macedo, S.C.); Maria João Lima (Lima, M. J.); Ana Paula Miranda (Miranda, A.P.);
Título Evento
XI Congresso Português de Sociologia
Ano
2021
Língua
Português
País
Portugal
Mais Informação
Abstract/Resumo
Devido à pandemia provocada pelo novo Coronavírus (COVID-19), decretada pela Organização Mundial de Saúde em 11 de março de 2020, os monumentos e museus portugueses foram encerrados ao público a 14 de março. Na generalidade os serviços permaneceram em funcionamento, muitos em teletrabalho. A 18 de maio de 2020 puderam reabrir ao público. No entanto, nem todos os Monumentos Nacionais que encerraram os serviços reabriram nessa data. Durante os cerca de dois meses de encerramento a visitas presenciais, várias foram as atividades noticiadas, em particular através de plataformas online. Em concreto, que atividades realizaram, que medidas tomaram os Monumentos Nacionais portugueses nesses dois meses? Para além deste período excecional de encerramento, monumentos e museus enfrentam no imediato enormes mudanças e desafios, que se vão refletir a curto e médio prazo, decorrentes da reabertura, ainda em Estado de Calamidade, das restrições drásticas do turismo internacional, das medidas de distanciamento necessárias nas visitas e da redução de visitantes e de receitas. Que respostas, que medidas, que políticas se podem então antecipar do ponto de vista dos responsáveis e técnicos dos Monumentos Nacionais portugueses? Apresentam-se nesta comunicação, os resultados de um inquérito realizado pelo OPAC – Observatório Português das Atividades Culturais entre 17 de abril e 20 de junho de 2020 sobre o impacto da pandemia COVID-19 sobre os Monumentos Nacionais de Portugal. Este inquérito, composto por duas perguntas de resposta aberta, procurou identificar que atividades realizaram e que medidas tomaram os Monumentos Nacionais na sequência do encerramento ao público e ainda que respostas, que medidas, que políticas se podem então antecipar face às mudanças e que desafios se colocam a curto e médio prazo. Apesar de se referir apenas aos Monumentos Nacionais portugueses vem acrescentar novos dados ao conjunto de estudos, nacionais e internacionais, de diferentes instituições e organizações, que de algum modo se vêm debruçando sobre uma ou outra destas duas vertentes, em diversos domínios culturais.
Agradecimentos/Acknowledgements
--
Palavras-chave
Património cultural,Monumentos nacionais,Impactos Covid-19