Ciência-IUL    Autores    Maria João Vaz    Projetos de Investigação
Projetos de Investigação
Controlo Social e Política Penal no Liberalismo português: reformas nacionais, circulações transnacionais, c. 1820-1867
Este projecto analisará a reforma das instituições de controlo social e de política penal no período de ascensão e consolidação da Monarquia Constitucional em Portugal (c.1820-1867), focando-se em dois aspectos: 1) a reforma da polícia e a criação de um corpo de polícia civil; 2) a reforma do sistema penal e prisional, com a criação do sistema penitenciário e a abolição da pena de morte para os crimes civis. Analisará a influência de modelos importados na definição e implementação destas reformas. Partindo da análise de elementos centrais da reforma da polícia e do sistema penal e prisional português, o projecto tem como hipótese de trabalho de que apenas é possível compreender estas reformas se considerarmos em conjunto o contexto nacional e a circulação transnacional de ideias e modelos.   Embora muitas vezes se percepcione estes intercâmbios culturais e políticos num só sentido, aquele que vai do centro para a periferia, este projecto considerará que o movimento contrário também teve lugar. Além disso, a recepção e implementação de ideias e modelos importados originou situações pioneiras de mudança, como a ocorrida em Portugal em 1867, onde a abolição da pena de morte para os crimes civis coloca o país na vanguarda da concretização de ideais penais então muito debatidos. Assim, algumas das reformas concretizadas em Portugal, como a abolição da pena de morte, tiveram um alcance e uma audiência internacional, originando debates e tomadas de posição suscitadas por um movimento cuja direcção vai da periferia para o centro. O projecto contribuirá para a compreensão e conhecimento mais aprofundado sobre a forma como a elite política que chega ao poder em 1834 teorizou e representou a sociedade nos seus múltiplos elementos, em particular no que respeita a quem está à margem da lei, bem como quanto ao papel do Estado na concretização da segurança e ordem social. O período em estudo tem início com a primeira revolução liberal portuguesa (1820) e termina em 1867, quando...
Informação do Projeto
2014-03-01
2015-05-31
Parceiros do Projeto
IST: um século de existência - cultura, técnica e sociedade
A comemoração do 1º centenário do IST (1911-2011) serve de enquadramento a três temas multidisciplinares desenvolvidos por antropólogos e historiadores. 1) O IST como "lugar técnico" analisa relações entre o espaço e a produção de conhecimento que nele se empreende. Implica reunir uma colecção de artefactos técnicos e a elaboração de uma proposta preliminar para um "museu IST". Colecção e proposta destinam-se a tematizar aspectos da relação entre C&T e sociedade. Recorre-se a observação participante e a entrevistas a realizar nos dois campus da instituição. 2) A engenharia "made in IST" disseminada pelo território. Seleccionam-se situações para equacionar as relações entre universidade, indústria e sociedade. Utiliza-se a história oral, a pesquisa de imprensa e análise documental. Alunos, professores e engenheiros do IST: formação, imagem e autoridade. Dá-se especial atenção às sociabilidades, às representações, à gestualidade e à feminização como fenómenos de incorporação cultural num grupo profissional - por meio de análise e crítica documental, história oral, questionário e análise iconográfica.
Informação do Projeto
2008-07-01
2011-09-30
Parceiros do Projeto
Prisão de não Nacionais em Portugal
Atitudes e representações sociais de dois tipos de populações, que vão ser sujeitas ao escrutínio de métodos e técnicas de investigação social intensivas: os profissionais de justiça, as associações que trabalham com populações imigrantes.
Informação do Projeto
2002-07-01
2005-09-15
Parceiros do Projeto