Ciência-IUL    Autores    Rui Telmo Gomes    Projetos de Investigação
Projetos de Investigação
Estudo Sector Artístico e Cultural em Portugal
O Estudo Sector Artístico e Cultural em Portugal decorre de um acordo de parceria institucional entre a Direção-Geral das Artes (DGARTES) e o  Iscte-Instituto Universitário de Lisboa, através do Observatório Português das Atividades Culturais OPAC), no sentido de dar sequência ao determinado na Resolução do Conselho de Ministros n.º 41/2020, de 6 de junho, que aprovou o Programa de Estabilização Económica e Social. O Estudo visa analisar os impactos da crise a curto e médio prazo, com a produção de indicadores atualizados que permitam caracterizar rigorosamente a situação laboral dos trabalhadores do setor, os equipamentos existentes e as entidades artísticas, de modo a suportar a tomada de decisões estratégicas da área governativa da cultura e informar entidades públicas, privadas e os cidadãos. O estudo tem três objetivos: - Recensear e caraterizar os profissionais da cultura como trabalhadores independentes, precários ou intermitentes quanto aos perfis sociais e aos perfis laborais e identificar impactos da crise pelo COVID-19 a curto e a médio prazo através de um inquérito nacional que reflita a situação de artistas, autores, técnicos; - Partilhar com a DGARTES indicadores sobre o universo das entidades candidatas aos programas de apoio às artes, tendo como finalidade uma melhor adequação do modelo aquando da sua revisão e de preparação do novo ciclo de apoios plurianuais com a entrada em vigor no início de 2022; - Criar o Atlas Artístico e Cultural de Portugal, para a caraterização dos equipamentos culturais existentes e das estruturas e entidades artísticas em atividade.
Informação do Projeto
2020-07-29
2022-07-31
Parceiros do Projeto
Meio no Meio
Meio No Meio é um projeto da Artemrede, selecionado no âmbito da 3ª edição do programa PARTIS da Fundação Calouste Gulbenkian. Desenhado para um período de 3 anos (2019 - 2021), o novo projeto para a inclusão social através de práticas artísticas conta com a direção artística do coreógrafo Victor Hugo Pontes e com a parceria da Nome Próprio, da RUMO-Cooperativa Social(acompanhamento social), do CIES-IUL | Centro de Investigação e Estudos de Sociologia do Instituto Universitário de Lisboa (estudo de impacto) e de 4 municípios associados da Artemrede: Almada, Barreiro, Moita e Lisboa.
Informação do Projeto
2019-05-24
2021-12-31
Parceiros do Projeto
Observatório Português das Atividades Culturais
O OPAC - Observatório Português das Atividades Culturais é uma estrutura constituída em dezembro de 2018 no quadro do Centro de Investigação e Estudos de Sociologia do ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa, responsável pelo seu funcionamento e coordenação científica. Tem como missão o estudo, produção e disponibilização pública de informação rigorosa e atualizada nos diversos domínios culturais visando desta forma contribuir para os debates atuais na sociedade portuguesa e para a formulação, acompanhamento e avaliação das políticas públicas.
Informação do Projeto
2018-12-01
--
Parceiros do Projeto
A prática artística amadora em contextos comunitários
O foco central do plano de trabalho apresentado é uma pesquisa que tem por objeto de estudo a prática artística amadora em contextos comunitários. São eixos de análise privilegiados: percursos individuais e oportunidades de profissionalização; prática artística e sustentabilidade do trabalho associativo; relação entre arte comunitária e programas de intervenção sociocultural promovidos por políticas públicas ou instituições culturais privadas. Pretende-se investigar a hipótese das associações comunitárias constituírem, não apenas espaços de mediação sociocultural e agentes de política cultural, mas também plataformas de trajetórias profissionais cruzando arte e intervenção social. A par do trabalho de pesquisa e da respetiva publicação de resultados, é elencado um conjunto de objetivos e atividades que visam dar consistência ao percurso de investigação e assegurar o seu enquadramento na UI (CIES), nomeadamente através da participação em redes de investigação no domínio da sociologia da cultura, da candidatura de projetos científicos a financiamento competitivo, da organização de encontros científicos e seminários destinados a não especialistas, entre outros.  
Informação do Projeto
2018-11-01
2024-10-31
Parceiros do Projeto
Estudo Posicionamentos das Entidades Artísticas no Âmbito da Revisão do Modelo de Apoio às Artes
O estudo enquadra-se no processo de revisão do modelo de apoio financeiro às artes do MC/SEC/DGArtes, que se pretende o mais participado possível, e visa identificar posicionamentos a partir dos contributos expressos pelas entidades artísticas, sobre um conjunto alargado de dimensões, no quadro e a partir da experiência de relação com o referido modelo. O universo é constituído pelas entidades profissionais, coletivas e singulares, registadas na plataforma de gestão dos apoios da DGArtes. A metodologia é extensiva quantitativa, de inquérito por questionário, com questões fechadas, pré-codificadas, com tratamento estatístico, para caraterização das entidades participantes, e com perguntas abertas para recolha de contributos, com codificação a posteriori e análise de conteúdo. O questionário é de resposta autoadministrada, aplicado online na plataforma Qualtrics.
Informação do Projeto
2017-02-27
2017-07-26
Parceiros do Projeto
O Lugar das Políticas Culturais no Terreno: Três Estudos de Caso sobre Projetos Artísticos Comunitários
A presente proposta de pesquisa tem por objeto de estudo a produção artística em contextos comunitários – isto é, os efeitos da prática artística desenvolvida no quotidiano enquanto dispositivo de participação social a nível local. Em termos operacionais, dou maior atenção (não exclusiva) à prática musical amadora em contextos de sociabilidade juvenil. O foco analítico primordial da pesquisa é a articulação entre, por um lado, dinâmicas de construção identitária e comunitária baseadas na expressão artística e, por outro lado, programas de intervenção sociocultural, integrados em políticas públicas ou noutras configurações (em especial, envolvendo parcerias com o terceiro setor), que asseguram, consoante diferentes objetivos e enquadramentos, recursos materiais e simbólicos fundamentais na formação de “projetos artísticos comunitários”. Para além doutros métodos de recolha empírica, privilegio uma abordagem de tipo etnográfico a estudos de caso, selecionados no âmbito de três programas de intervenção, muito diversos entre si em termos de orientação e implementação.  
Informação do Projeto
2014-12-22
2018-10-31
Parceiros do Projeto