Ciência-IUL    Autores    Sofia Costa Macedo    Projetos de Investigação
Projetos de Investigação
Plano Regional de Cultura do Alentejo para 2020-2030: estudo preliminar de diagnóstico
O objeto da presente parceria do ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa com a Direção Regional de Cultura do Alentejo, através do OPAC - Observatório Português das Atividades Culturais, é a realização de um estudo preliminar de diagnóstico tendo em vista informar a posterior definição do Plano Regional de Cultura do Alentejo para 2020-2030. A metodologia é mista, com recurso a fontes estatísticas secundárias (estatísticas oficiais) e documentais, de inquérito por questionário (câmaras municipais comunidades intermunicipais) e de entrevistas individuais (dirigentes e funcionários de instituições públicas e privadas) e por grupos focais (comunidades intermunicipais e agentes privados com atividade em vários domínios culturais).   Equipa de investigação: José Soares Neves (CIES-Iscte, OPAC) (coordenador) Pedro Prista (Iscte-IUL) (coordenador) Sofia Costa Macedo (OPAC, CIES-Iscte) Ana Paula Miranda (OPAC, CIES-Iscte) Jorge Santos (OPAC, CIES-Iscte, DGPC) Catarina Santos (Iscte-IUL) Sheila Palomares Alarcón (CIDEHUS-IIFA-UÉ)
Informação do Projeto
2020-12-04
2021-07-03
Parceiros do Projeto
Da Salvaguarda à Valorização: os Monumentos Nacionais de Portugal e a Abertura ao Público
Na sequência da discussão promovida no âmbito do Grupo de Trabalho sobre Estatísticas da Cultura do Conselho Superior de Estatística (2006-2010), foi aprovada em 2010 uma recomendação na Seção Permanente de Estatísticas Demográficas e Sociais do Conselho Superior de Estatística para que fosse criado um novo projeto no Instituto Nacional de Estatística com o objetivo de dotar o país de estatísticas oficiais sobre o património imóvel classificado. O presente estudo do OPAC - Observatório Português das Atividades Culturais visa contribuir para a concretização desse objetivo considerando a relevância cultural, social e económica da valorização do património cultural imóvel classificado, por um lado, e a importância das estatísticas oficiais como instrumento fundamental das políticas públicas, por outro. Do ponto de vista metodológico é um estudo extensivo, de inquérito por questionário, em que a dimensão da abertura ao público é central. Parte-se da informação disponível sobre o património classificado para determinar o universo - nesta fase do estudo circunscrito à categoria dos monumentos com a proteção de monumentos nacionais – objeto do inquérito de caraterização. É um estudo de periodicidade anual iniciado em 2019 (dados referenciados a 2018). O questionário da edição de 2020 incluiu a recolha de dados de 2019 e um módulo sobre os impactos da Covid-19.
Informação do Projeto
2019-04-01
2021-09-30
Parceiros do Projeto
Observatório Português das Atividades Culturais
O OPAC - Observatório Português das Atividades Culturais é uma estrutura constituída em dezembro de 2018 no quadro do Centro de Investigação e Estudos de Sociologia do ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa, responsável pelo seu funcionamento e coordenação científica. Tem como missão o estudo, produção e disponibilização pública de informação rigorosa e atualizada nos diversos domínios culturais visando desta forma contribuir para os debates atuais na sociedade portuguesa e para a formulação, acompanhamento e avaliação das políticas públicas.
Informação do Projeto
2018-12-01
--
Parceiros do Projeto