ManagiDiTH
Mestrado em Gestão da Transformação Digital no Sector da Saúde
Descrição

As instituições de saúde e os designers de serviços devem adaptar-se às rápidas mudanças tecnológicas e tirar partido da digitalização dos serviços. A crise do Covid-19 pôs em evidência tanto a urgência de melhorar o desempenho dos sistemas de saúde, como as oportunidades e soluções digitais emergentes. Com a presente proposta pretendemos desenvolver um programa de Mestrado de competências digitais especializadas para o sector da saúde.

Este programa integrado e interdisciplinar equipará os profissionais, reforçando a sua capacidade. Um processo de cocriação facilitará a construção de um ecossistema para encontrar soluções para problemas complexos de saúde em sociedades em envelhecimento. Programas eficazes de formação digital precisam de combinar programas transversais (comunicação, gestão, social, investigação), sectoriais (sector da saúde), concepção de serviços e aprendizagem tecnológica.

Esta proposta ManagiDiTH - Master's Degree of Managing Digital Transformation in the Health Sector baseia-se em competências pedagógicas e técnicas inovadoras de quatro universidades parceiras, um centro de investigação e organizações relevantes de saúde e tecnologia, com base em projetos que já foram implementados no consórcio.

O projeto propõe-se a:

- -Desenvolver referências de formação para o nível 7 do Quadro Europeu de Qualificações no sector da saúde digital

- Implementar um modelo pedagógico trialógico que dê prioridade a estratégias de aprendizagem baseadas em problemas, apoiadas por ferramentas digitais

- Criar um ecossistema de aprendizagem interdisciplinar composto por um modelo de hélice quádrupla (incluindo o meio académico, a indústria, o governo e a sociedade civil)

- Elevar o nível de qualificação de graduados dos sectores da Saúde, Social & Bem-Estar, Negócios & Administração, e Tecnologias de Informação & Comunicação (TIC).

Parceiros em quatro países (Finlândia, França, Grécia, Portugal), asseguram competências relevantes para a implementação do projeto, tais como: engenharia, organização e especialização clínica no sector da saúde, concepção de serviços, pedagogia, gestão, competências avançadas tecnológicas e digitais.

Desafio

Este projecto trará benefícios importantes, e abordará os principais desafios societais nas seguintes áreas: 

1. Possibilitar serviços públicos digitais interoperáveis centrados nas necessidades dos utilizadores Este projecto dá um contributo crucial na promoção da digitalização do sector da saúde: necessidade de maior capacidade e eficiência dos cuidados de saúde na população europeia em envelhecimento; necessidade de modernização da gestão de dados; necessidade de expectativas crescentes dos utilizadores dos serviços digitais; necessidade urgente de digitalização dos serviços de saúde. A interoperabilidade é vital na gestão da transição para sistemas de saúde digitais. Este programa interdisciplinar irá acrescentar valor para os profissionais de TI, permitindo-lhes compreender, conceber e trabalhar no sector da saúde, e para os profissionais de saúde, desenvolvendo as suas capacidades e competências tecnológicas. O projecto dará um importante contributo tanto para a modernização e eficiência da resposta do sector da saúde, como para a inovação no sector do ensino universitário. O valor acrescentado para a sociedade resulta da consolidação de uma cadeia de qualificação e desenvolvimento de competências que permite a adopção de novas práticas clínicas e organizacionais no sector da saúde. Estas novas práticas estão alinhadas com as oportunidades abertas pela digitalização. As oportunidades de exemplo no sector da saúde incluem: a utilização de grandes volumes de informação para optimizar procedimentos clínicos, a consolidação de abordagens preventivas, e o aumento da robustez dos procedimentos de diagnóstico, e a mobilização de informação para optimizar funções de planeamento e gestão de recursos, para integrar equipamento e optimizar o processamento de informação e organização de serviços, utilização das TIC para o fornecimento remoto de serviços clínicos, para proteger dados clínicos e fornecer maiores garantias de fiabilidade e segurança para todos os utilizadores do sistema . Permitir estas oportunidades é essencial para os futuros serviços de saúde, que precisam de acrescentar mais valor aos seus serviços básicos, ao mesmo tempo que aumentam a eficiência. A consolidação digital permitirá ganhos relevantes na capacidade de agir preventivamente na protecção da saúde, utilizando os dados para antecipar e mitigar os riscos. A melhor utilização dos dados disponíveis contribuirá também para ser mais preciso e mais rápido no diagnóstico e prescrição de tratamentos. Estas oportunidades requerem a utilização sistemática e organizada de novas competências pelos sistemas de saúde. A eficiência na gestão de cuidados e planeamento de recursos também beneficiará da incorporação de maior competência nas áreas de produção e gestão da informação. A interoperabilidade entre equipamento e sistemas faz parte deste processo e também apoia a reformulação de formas de prestação de serviços. Todas estas mudanças necessitam de uma comunicação activa dentro do ecossistema maior, o que permite a criação de conhecimento entre parceiros de hélice quádrupla, onde os parceiros do projecto podem ser facilitadores em cada região, e também através dos diferentes países.

2. Promover um espaço digital inclusivo e digno de confiança Um objectivo central do projecto é desenvolver sistemas de saúde digitais inclusivos e dignos de confiança. Ao reunir profissionais dos sectores da saúde e social, e profissionais da tecnologia, as necessidades dos pacientes e utilizadores dos serviços serão melhor incorporadas na concepção de tecnologias digitais para o sector da saúde. A inclusão de prestadores de cuidados de saúde sectoriais e profissionais de saúde como parceiros de consórcio garantirá que uma abordagem centrada no doente e centrada no ser humano à concepção e prestação de cuidados de saúde digitais será prioritária no ensino do programa, e no âmbito dos estágios de investigação oferecidos. O triplo enfoque das organizações do sector da saúde, competências digitais e competências sociais (ver Figura 1 acima) ilustra como as prioridades sociais, de saúde e tecnológicas serão integradas para promover uma transformação digital do sector da saúde centrada na pessoa. Como demonstrado na pandemia COVID19 , a digitalização de sistemas pode marginalizar grupos e indivíduos já excluídos, e a necessidade de conceber serviços de saúde de forma a permitir aos utilizadores com uma gama de necessidades e deficiências serão incorporados neste programa, recorrendo a conhecimentos de psicologia, sociologia, cuidados de saúde e outras disciplinas centradas na pessoa. A inclusão também será atendida no recrutamento de pessoal e estudantes. A inclusão dos sectores das TIC e dos cuidados de saúde é susceptível de resultar num pessoal e num corpo estudantil diversificado em termos de género, idade e antecedentes sociais e económicos. 50% dos estudantes aceites no programa serão mulheres (ver Secção 3.1). O programa será acompanhado para assegurar a inclusão da diversidade no recrutamento, nomeação, e durante o programa. Colocar o cidadão no centro do sistema e personalizar os cuidados requer um maior e melhor conhecimento, mas também a capacidade de prestar serviços de forma mais conveniente. A telemedicina abre novas possibilidades, agora que o contexto social é mais receptivo à digitalização da organização do trabalho. No sector da saúde, as exigências de fiabilidade e rigor dão ímpeto à mobilização de competências para levar a cabo esta mudança. O projecto visa responder a estas dinâmicas sociais, permitindo que os cuidados de saúde sejam organizados de uma forma mais conveniente para os cidadãos. Para atingir estes objectivos, será vital envolver-se activamente com parceiros regionais das universidades, investigação. indústria, governo e sociedade civil, a nível do RIS3 e a nível da UE.

Em resumo, espera-se que o projecto reforce a qualidade, optimize os recursos, e responda às necessidades e exigências dos utilizadores no sector dos cuidados de saúde. Esta é uma necessidade central da sociedade à medida que a Europa avança a partir da pandemia COVID-19.

Parceiros Internos
Centro de Investigação Grupo de Investigação Papel no Projeto Data de Início Data de Fim
Iscte -- Parceiro 2023-01-01 2026-12-31
Parceiros Externos
Instituição País Papel no Projeto Data de Início Data de Fim
LAUREA-AMMATTIKORKEAKOULU OY (LAUREA) Finlândia Parceiro 2023-01-01 2026-12-31
ARISTOTELIO PANEPISTIMIO THESSALONIKIS (AUTH) Grécia Parceiro 2023-01-01 2026-12-31
UNIVERSITE GUSTAVE EIFFEL (UNI EIFFEL) França Parceiro 2023-01-01 2026-12-31
Comprehensive approach to the robotic construction: Drones and robotic arms in the building construction Industries This research aims at focusinInstituto de Telecomunicações IT-IUL (IT-IUL) Portugal Parceiro 2023-01-01 2026-12-31
CLINIPOWER FINLAND OY (Clinipower) Finlândia Parceiro 2023-01-01 2026-12-31
WHYMOB LDA (Whymob) Portugal Parceiro 2023-01-01 2026-12-31
MUNDISERVICOS - COMPANHIA PORTUGUESA DE SERVICOS E GESTAO LDA (MundiConsulting) Portugal Parceiro 2023-01-01 2026-12-31
Equipa de Projeto
Nome Afiliação Papel no Projeto Data de Início Data de Fim
Paulo Feliciano Investigador Associado (CIES-Iscte); Coordenador Global 2023-01-01 2026-12-31
Maria Gomes Investigadora Associada (CIES-Iscte); Coordenadora Local 2023-01-01 2026-12-31
Janet Smithson -- Coordenadora de Work Package 2023-01-01 2026-12-31
Joao C Ferreira or Joao Ferreira Professor Auxiliar (com Agregação) (DCTI); Investigador Integrado (ISTAR-IUL); Coordenador de Mestrado 2023-01-01 2026-12-31
Margarida Santos Professora Auxiliar Convidada (DTDA); Coordenadora do Mestrado 2023-01-01 2026-12-31
Ana Lúcia Henriques Martins Professora Associada (DMOG); Investigadora Integrada (BRU-Iscte); Investigadora 2023-01-01 2026-12-31
Carlos Serrão Professor Associado (DCTI); Investigador Integrado (ISTAR-IUL); Investigador 2023-01-01 2026-12-31
Diana Elisabeta Aldea Mendes Professora Associada (DMQGE); Investigadora Associada sem Financiamento FCT (BRU-Iscte); Investigadora 2023-01-01 2026-12-31
Henrique Martins Professor Associado (DCSE); Investigador Integrado (BRU-Iscte); Investigador 2023-01-01 2026-12-31
Joana Martinho Costa Professora Auxiliar (DTDA); Investigadora Integrada (ISTAR-IUL); Investigadora 2023-01-01 2026-12-31
Leonor Domingos Bolseira de Investigação (DTDA); Investigadora Integrada (ISTAR-IUL); Investigadora 2023-01-01 2026-12-31
Maria Sousa Professora Auxiliar (com Agregação) (DCPPP); Investigadora Integrada (BRU-Iscte); Investigadora 2023-01-01 2026-12-31
Nuno Nunes Professor Auxiliar (DCSE); Investigador Integrado (CIES-Iscte); Investigador 2023-01-01 2026-12-31
Nuno David Professor Associado (DCTI); Investigador Integrado (DINAMIA'CET-Iscte); Investigador 2023-01-01 2026-12-31
Patrícia Engrácia Professora Auxiliar (DTDA); Investigadora Associada (ISTAR-IUL); Investigadora 2023-01-01 2026-12-31
Pedro Joaquim Amaro Sebastião Professor Auxiliar (DCTI); Investigador Integrado (IT-Iscte); Investigador 2023-01-01 2026-12-31
Ricardo Paes Mamede Professor Associado (DEP); Investigador Integrado (DINAMIA'CET-Iscte); Investigador 2023-01-01 2026-12-31
Rúben Filipe de Sousa Pereira Professor Auxiliar (DCTI); Investigador Associado (IT-Iscte); Investigador 2023-01-01 2026-12-31
Tomás Gomes Silva Serpa Brandão Professor Auxiliar (DCTI); Investigador Integrado (ISTAR-IUL); Investigador 2023-01-01 2026-12-31
Luís B. Elvas Assistente Convidado (DCSE); Assistente Convidado (DCTI); Assistente de Investigação (ISTAR-IUL); Assistente de Investigação 2023-01-01 2026-12-31
Financiamentos do Projeto
Código/Referência DOI do Financiamento Tipo de Financiamento Programa de Financiamento Valor Financiado (Global) Valor Financiado (Local) Data de Início Data de Fim
DIGITAL-2021-SKILLS-01 -- Bolsa European Commission - Digital Europe Programme 5.897.696 1.430.139 2023-01-01 2026-12-31
Outputs (Publicações)

Não foram encontrados registos.

Dados de Investigação Relacionados

Não foram encontrados registos.

Referências nos Media Relacionadas

Não foram encontrados registos.

Outputs (Outros)

Não foram encontrados registos.

Ficheiros do projeto

Não foram encontrados registos.

Com o objetivo de aumentar a investigação direcionada para o cumprimento dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável para 2030 das Nações Unidas, é disponibilizada no Ciência-IUL a possibilidade de associação, quando aplicável, dos projetos científicos aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável. Estes são os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável identificados para este projeto. Para uma informação detalhada dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, clique aqui.

Mestrado em Gestão da Transformação Digital no Sector da Saúde
2023-01-01
2026-12-31