Lista de Projetos

Esta é a lista de projetos disponíveis no sistema. Para saber mais detalhes sobre um projeto clique no seu nome ou imagem. Também pode procurar por um determinado projeto na caixa de pesquisa em baixo.


Limpar pesquisa

Developing Competences for Stress Resilience @SMEs (DeSTRESS) aims to provide an innovative VET-based solution to this problem. Building on existing research, partners will develop a VET curriculum supported by an innovative VET Digital Training Platform using the latest techniques in game-based training and gamification, complemented by a set of practical tools and resources to facilitate the transfer of learning into the workplace. This environment will expose the main psychosocial health risks and their real impact on the individuals’ life and on the companies’ productivity. Players will assume roles, enabling them to think back on their experiences with these specific situations and how it happened, and which solutions are available for each scenario. Besides raising awareness on the problem, the project outputs will enable owner, managers and even decision makers to plan for and to mitigate its occurrence and the negative consequences of work- based stress. For that purpose, both a policy report and recommendations will be produced. A network of facilitators will also be created as an open forum to debate these issues. As such, the project will contribute to strengthening key digital competences in initial VET while preventing the inherent hazards. 
Informação do Projeto
2019-09-01
2021-08-31
General Objective: Work-related stress is now widely recognised as a significant problem as its costs can involve high levels of sickness absence, accidents, errors, low morale and poor performance. Work-related stress is conditioned by, and contributes to, major environmental, economic and health problems. It has a significant impact on the well-being of staff, their productivity and effectiveness, and much of it is likely to be preventable. Given the exponential increase of work-related stress issues and the diffusion of depression among the European citizens, the WELLy project aims to set the role of Work Well-being Manager (WWM) in charge of making sure that daily working conditions are fair and as healthy as reasonably possible for every employee so that the overall quality of life at work improves within the organisation and across economies. Specific Objectives: The proposal aims to encourage a proactive approach and highlight the major role managers can play in reducing the problems of stress. For this reason the profile of Work Well-being Manager will be introduced: he/she has a cross-functional role which leverages psychological skills including diversity management, particularly when it comes to disabled persons as they often require specific adjustments of their work environment. On top of this, the Work Well-being Manager cooperates with other departments to analyse the issues caused or that could cause work-related stress, and to reduce psychosocial risks and improve employees’ commitment and engagement.
Informação do Projeto
2019-09-01
2022-08-31
O objetivo do financiamento por parte da Fundação Calouste Gulbenkian é fomentar a alteração dos comportamentos dos utilizadores do campus do ISCTE-IUL para reduzir o consumo de energia e melhorar a sustentabilidade ambiental do campus. Irá conjugar conhecimentos da Psicologia, Engenharia, Arquitetura e Informática, envolvendo toda a comunidade ISCTE-IUL e serão implementadas estratégias IoT, de economia comportamental e gamificação com a ligação aos modelos BIM. O projeto desenvolve-se ao longo de 4 fases sequenciais:   1ª fase: Diagnóstico da situação atual: a. Análise da perceção da comunidade ISCTE-IUL em matéria de sustentabilidade ambiental; b. Instalação de sensores com vista à medição dos comportamentos energéticos dos utentes do ISCTEIUL (e.g. temperatura, humidade, luminosidade, ruído e consumo de energia).  Objetivos: 1)  Diagnóstico da perceção da comunidade baseado em inquéritos à população alvo. Feedback recebido irá servir para identificar os principais requisitos e aproximações da nossa plataforma. Indicadores – Relatório com variáveis, recolha e análise de dados. Metas – Avaliar uma amostra representativa de pessoal não docente, docente, estudantes e visitantes. 2) Recolha em tempo real de dados de sensores e respetiva análise em plataforma de IoT para identificação de padrões e comportamentos. Indicadores – leitura dados em tempo real identificação padrões. Relatórios semanais, mensais, anuais. Informação em tempo real em dispositivos móveis. Metas – instalação de medições em 20 locais (leitura energia, qualidade ar, luminosidade, temperatura, ruído).    2ªfase: Definição de objetivos para a redução do consumo energético, tendo em conta o baseline quantitativo e qualitativo construído na 1ª fase do projeto relacionado com o cálculo da pegada ecológica (consumos) por indivíduo, sala, departamento, edifício.  Indicadores – métricas de consumos por pessoa, sala, departamento e edifício. Análise de comportamentos e respetiva quantificação Metas ...
Informação do Projeto
2019-04-01
2021-03-31
Parceiros do Projeto
No âmbito do projeto europeu OSIRIS (Interreg Baltic Sea), o estudo visa melhorar a capacidade dos atores de inovação em aplicar abordagens de especialização inteligentes para enfrentar o desafio do envelhecimento da sociedade na região dos Bálticos. Para o efeito, o projeto visa aumentar a aceitação do mercado e o dimensionamento de inovações tecnológicas orientadas para o utilizador, que atendam às necessidades e preferências específicas da idade e que permitam aumentar significativamente a qualidade de vida da população em envelhecimento, incluindo o seu ambiente de convivência, saúde, segurança e lazer. O consórcio do projeto consiste em 13 parceiros diretos e 8 parceiros associados da Dinamarca, Finlândia, Estónia, Letónia, Lituânia e Rússia. Entre os parceiros diretos, seis universidades públicas representam os atores da hélice da academia, duas empresas privadas e três organizações de apoio às empresas correspondem aos atores da hélice empresarial e uma autoridade local e uma agência pública de inovação são os atores da hélice do governo.
Economia prata é a parte da economia que se preocupa com a integração dos cidadãos mais velhos na sociedade. Inclui atividades económicas relevantes para as necessidades dos idosos e estuda o seu impacto em muitos setores (e.g., saúde e nutrição, lazer e bem-estar, finanças, transporte, habitação, educação e emprego). No âmbito do projeto europeu OSIRIS (Interreg Baltic Sea), o estudo visa melhorar a capacidade dos atores de inovação em aplicar abordagens de especialização inteligentes para enfrentar o desafio do envelhecimento da sociedade nos países da região dos Bálticos. O consórcio do projeto consiste em 13 parceiros diretos e 8 parceiros associados da Dinamarca, Finlândia, Estónia, Letónia, Lituânia e Rússia. Entre os parceiros diretos, seis universidades públicas representam os atores da hélice da academia, duas empresas privadas e três organizações de apoio às empresas correspondem aos atores da hélice empresarial e uma autoridade local e uma agência pública de inovação são os atores da hélice do governo.