Comunicação em evento científico
Do comunismo ao neoliberalismo em Moçambique: a escola como instrumento de (i)mobilidade identitária e (re)criadora de fronteiras sociais e políticas
Xénia de Carvalho (Carvalho, X.);
Título Evento
II Encontro Grupo de Investigação Circulação e Produção de Lugares - (I)mobilidades e a multiplicação de fronteiras
Ano
2016
Língua
Português
País
Portugal
Mais Informação
Web of Science®

Esta publicação não está indexada na Web of Science®

Scopus

Esta publicação não está indexada na Scopus

Google Scholar

Esta publicação não está indexada no Google Scholar

Abstract/Resumo
Partindo de uma perspectiva crítica do conceito de globalização (e.g. Delanty e O’Mahony 2002), a escola é apresentada como uma instituição que reflecte o momento ideológico e regime político em curso (e.g. Arendt 1961). A escola surge como uma instituição que sublinha a desigualdade social, potenciando a construção de um conhecimento oficial que se traduz na criação de uma identidade nacional que se pretende unitária, sendo contudo contestada no campo das práticas da educação informal (e.g. Bourdieu e Passeron 1990). Nesta perspectiva, a escola permite o desenvolvimento de formas de resistência quotidianas revelando o ‘currículo escondido’, onde se confrontam fronteiras sociais e politicas aparentemente estanques (e.g. Wilcox 1982; Scott 1985). Nesta comunicação pretende-se reflectir sobre o trabalho de campo etnográfico e recolha de histórias de vida realizado entre 2011 e 2013 em Maputo, Moçambique. A recolha do material ancorou-se no conceito de geração entendida como um grupo de indivíduos que partilha experiências políticas relevantes (Abrams 1982). Cada geração de moçambicanos está ligada a um período ideológico e político específico (Carvalho 2016): 1ª geração e socialismo (1975-1986); 2ª geração e democracia (1986-2005); 3ª geração e neoliberalismo (2005-2014). As três gerações partilham em comum a experiência da Guerra Civil em Moçambique (1976-1992), bem como a noção de mobilidade como característica de uma identidade nacional partilhada.
Agradecimentos/Acknowledgements
Organização: Grupo de Investigação Circulação e Produção de Lugares, CRIA, Evento financiado pela FCT através do UID/ANT/04038/2013
Palavras-chave
Moçambique,Pedagogia Crítica,Gerações,Socialismo,Neoliberalismo
  • Ciências da Educação - Ciências Sociais
  • Outras Ciências Sociais - Ciências Sociais
  • Antropologia - Ciências Sociais

Com o objetivo de aumentar a investigação direcionada para o cumprimento dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável para 2030 das Nações Unidas, é disponibilizada no Ciência-IUL a possibilidade de associação, quando aplicável, dos artigos científicos aos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável. Estes são os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável identificados pelo(s) autor(es) para esta publicação. Para uma informação detalhada dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, clique aqui.