Ciência-IUL    Autores    Vera Borges    Projetos de Investigação
Projetos de Investigação
Avaliação de Impacto. Programas de Bolsas e Apoios às Artes, nas áreas da formação e da criação, da Fundação Calouste Gulbenkian
O projeto tem como objetivo geral dar a conhecer o impacto que as Bolsas e os Apoio às Artes, da FCG, nas áreas da formação e da criação, têm tido nas trajetórias dos antigos bolseiros, nos últimos dez anos.Para avaliar o impacto individual, mas também coletivo destas bolsas, as suas dimensões, principais características e cenários de evolução futura, vamos procurar identificar as mudanças significativas na vida profissional dos inquiridos, e como estas bolsas, em conjunto com outros fatores, que vamos apurar (como por exemplo, os prémios, as exposições no estrangeiro, entre outros), podem ter transformado a trajetória de cada um dos inquiridos.Espera-se ainda conseguir caracterizar a importância destas bolsas e apoios para o desenvolvimento das artes e da cultura no país, através dos perfis de carreira dos bolseiros, que vamos obter pela análise multivariada. Deveremos fazer um levantamento dos fatores preditores que, com as bolsas, funcionam como forças para consolidar e ampliar o sucesso das trajetórias de carreira dos indivíduos.A análise de dados empíricos consistentes - questionários e entrevistas junto dos bolseiros - vai sustenta a tomada de decisões futuras e a sua monitorização.  
Informação do Projeto
2022-05-31
2022-10-31
Parceiros do Projeto
Arquivar o Teatro
O projecto ARQUIVAR O TEATRO propõe-se identificar, mapear e estudar a situação dos arquivos do teatro em Portugal, de modo a estabelecer um plano de boas práticas envolvendo uma rede de instituições. Partindo da análise de dois importantes arquivos doados recentemente ao Centro de Estudos de Teatro /FLUL – os arquivos do Teatro da Cornucópia, companhia incontornável na renovação estética e política do teatro pós 25 de Abril e de Mário Barradas, principal promotor da descentralização teatral – e estendendo a metodologia de pesquisa a outros arquivos de companhias de teatro no país, procura-se aprofundar a análise das políticas de conservação públicas e privadas, para promover a preservação, acessibilidade e estudo dos mesmos. Tendo como ponto de partida o Teatro dito “Independente” (nome que se deu ao conjunto heterogéneo de companhias não comerciais que cresceram no pós 25 de Abril) mas não se esgotando nele, antes procurando uma cartografia alargada que lhe procure filiações, descendências e influências nacionais e internacionais, visa igualmente contribuir para a discussão sobre o papel das práticas de arquivo, como artistas e académicos a vêm fazendo, para a construção de historiografias das artes performativas transnacionais e descentradas. Se em ditadura o teatro independente se constituiu como um pólo de resistência, ele foi, durante a revolução, um importante interveniente. ARQUIVAR O TEATRO será o primeiro projecto a realizar uma aproximação a este tipo de documentação para identificar existências, lacunas e modalidades de arquivamento praticadas pelas companhias e instituições, com vista a construir um mapa nacional e a combater o desaparecimento de informação fundamental para conhecer as mudanças profundas introduzidas nas práticas de organização e criação de novas companhias e nas formas artísticas do teatro em Portugal a partir da década de 70. O projecto surge da premente necessidade de aceder aos arquivos para compreender o que dizem acerca do impacto...
Informação do Projeto
2022-01-14
2025-01-13
Parceiros do Projeto
Equipamentos culturais, projetos e profissionais da arte e cultura: Pluralidade de missões, objetivos e territórios.
Pretende-se discutir a diversidade e a complexidade que caracterizam a arte, a cultura e as suas organizações nas décadas mais recentes. A discussão será feita numa perspetiva sociológica processual que articula trajetórias individuais e organizacionais, práticas, experiências, projetos. Parte-se de snapshots de trabalho etnográfico, fazem-se micro-histórias de indivíduos e cartografias de interações sociais, práticas artísticas e organizacionais. Espera-se contribuir para a discussão, descrevendo as microdinâmicas que compõem a vida dos indivíduos, as missões, os objetivos e as temporalidades das organizações, em particular, dos equipamentos culturais, nos territórios urbanos, periurbanos e rurais, fazendo-se breves percursos ilustrados e traçando alguns quadros de comparação internacional. Procura-se assim refletir sobre os significados, consequências e repercussões de nível macro que enquadram estas microdinâmicas nos desafios das sociedades contemporâneas. Entende-se aqui a cultura como uma ferramenta produtiva que permite estudar motivações intrínsecas e recursos pessoais, mas também revelar as relações das trajetórias individuais, práticas e organizações artísticas e culturais com processos sociais, económicos, questões de governança, políticas públicas, inovação e práticas de cidadania ativa.
Informação do Projeto
2018-10-01
2024-10-31
Parceiros do Projeto
Tratamento Analítico de Fundo dos Dados Sobre as Estruturas Artísticas Apoiadas pela DGArtes
Contribuindo para a produção de resultados regulares sobre a organização e o trabalho das estruturas artísticas, melhorar as ferramentas ex ante para a avaliação das políticas e melhor informar as decisões. O objetivo é: Analisar o funcionamento das estruturas criativas suportadas pela DGArtes, sua dinâmica de trabalho artístico, suas lógicas de organização e a distribuição e impacto territorial de sua atividade; Monitorizar regularmente todas as informações sobre as estruturas, a fim de fornecer feedback contínuo às partes interessadas e ao público em geral (promovendo a responsabilidade da atividade DGArtes); Promover uma reflexão informada sobre o design das políticas públicas (equiparando e discutindo os possíveis critérios a serem adotados para as lógicas de financiamento público para o setor artístico).
Informação do Projeto
2013-11-28
2015-12-31
Parceiros do Projeto