Ciência-IUL    Autores    Jorge Alexandre Santos    Projetos de Investigação
Projetos de Investigação
Práticas de Promoção da Leitura: Inquérito aos Mediadores de Leitura
No seguimento da investigação sobre as práticas de leitura dos estudantes portugueses, o PNL2027 deu início no ano de 2022 ao estudo sobre as Práticas de Promoção da Leitura junto da população jovem. O novo estudo tem como objetivo a caracterização dos mediadores da leitura, bem como o recenseamento, análise e discussão das práticas de promoção da leitura junto da população em idade escolar, entre os seis e os 18 anos. O universo do estudo é constituído por um conjunto alargado de atores que, em diferentes contextos, partilham a responsabilidade de estimular a leitura: professores do 1.º ciclo, professores de português dos restantes ciclos do ensino básico e do ensino secundário, professores bibliotecários, bibliotecários e curadores de projetos do PNL2027 ou de outros projetos de promoção da leitura. O presente estudo é realizado pelo OPAC – Observatório, Português das Atividades Culturais, uma estrutura do CIES-Iscte e conta com a colaboração da Rede de Bibliotecas Escolares e da Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência. O financiamento é assegurado pela McDonald’s.
Informação do Projeto
2021-12-01
2023-01-31
Parceiros do Projeto
DOCLISBOA – Festival Internacional de Cinema: impacto do festival e seus públicos
O presente acordo de parceria tem como objeto a realização de um projeto de investigação sobre o impacto do Doclisboa e os seus públicos e participantes profissionais presentes na 19ª, 20ª, e 21ª edições do Festival, a decorrer em 2021, 2022 e 2023, respetivamente. A metodologia é quantitativa, de inquérito por questionário aos públicos presenciais e de inquérito por questionário online aos participantes profissionais. O objetivo do inquérito aos púbicos presenciais é recolher informação sobre os seus perfis sociais e sobre diversas vertentes da sua relação com o Doclisboa, com este 19º Festival e com o cinema. O objetivo do inquérito aos participantes profissionais é recolher informação sobre os seus perfis social e profissional, avaliações e opiniões sobre o Festival, e sobre o impacto económico da deslocação na cidade de Lisboa. Colaboração com a equipa de investigação no 19º e no 20º Festivais, 2021 e 2022, de Carolina Luz, mestranda em Comunicação, Cultura e Tecnologias da Informação no Iscte. Colaboração no estudo da 19ª edição da investigadora Sónia Apolinário.
Informação do Projeto
2021-09-10
2023-08-31
Parceiros do Projeto
Plano Regional de Cultura do Alentejo para 2020-2030: estudo preliminar de diagnóstico
O objeto da presente parceria do ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa com a Direção Regional de Cultura do Alentejo, através do OPAC - Observatório Português das Atividades Culturais, é a realização de um estudo preliminar de diagnóstico tendo em vista informar a posterior definição do Plano Regional de Cultura do Alentejo para 2020-2030. A metodologia é mista, com recurso a fontes estatísticas secundárias (estatísticas oficiais) e documentais, de inquérito por questionário (câmaras municipais comunidades intermunicipais) e de entrevistas individuais (dirigentes e funcionários de instituições públicas e privadas) e por grupos focais (comunidades intermunicipais e agentes privados com atividade em vários domínios culturais).   Equipa de investigação: José Soares Neves (CIES-Iscte, OPAC) (coordenador) Pedro Prista (Iscte-IUL) (coordenador) Sofia Costa Macedo (OPAC, CIES-Iscte) Ana Paula Miranda (OPAC, CIES-Iscte) Jorge Santos (OPAC, CIES-Iscte, DGPC) Catarina Santos (Iscte-IUL) Sheila Palomares Alarcón (CIDEHUS-IIFA-UÉ)
Informação do Projeto
2020-12-04
2021-07-03
Parceiros do Projeto
Estudo Sector Artístico e Cultural em Portugal
O Estudo Sector Artístico e Cultural em Portugal decorre de um acordo de parceria institucional entre a Direção-Geral das Artes (DGARTES) e o  Iscte-Instituto Universitário de Lisboa, através do Observatório Português das Atividades Culturais (OPAC), no sentido de dar sequência ao determinado na Resolução do Conselho de Ministros n.º 41/2020, de 6 de junho, que aprovou o Programa de Estabilização Económica e Social. O Estudo visa analisar os impactos da crise a curto e médio prazo, com a produção de indicadores atualizados que permitam caracterizar rigorosamente a situação laboral dos trabalhadores do setor, os equipamentos existentes e as entidades artísticas, de modo a suportar a tomada de decisões estratégicas da área governativa da cultura e informar entidades públicas, privadas e os cidadãos. O estudo tem três objetivos: - Fazer um levantamento e caraterizar os profissionais da cultura como trabalhadores independentes, precários ou intermitentes quanto aos perfis sociais e aos perfis laborais e identificar impactos da crise pelo COVID-19 a curto e a médio prazo através de um inquérito nacional que reflita a situação de artistas, autores, técnicos; - Partilhar com a DGARTES indicadores sobre o universo das entidades candidatas aos programas de apoio às artes, tendo como finalidade uma melhor adequação do modelo aquando da sua revisão e de preparação do novo ciclo de apoios plurianuais com a entrada em vigor no início de 2022; - Criar o Atlas Artístico e Cultural de Portugal, para a caraterização dos equipamentos culturais existentes e das estruturas e entidades artísticas em atividade.
Informação do Projeto
2020-07-29
2022-07-31
Parceiros do Projeto
Diagnóstico e Caraterização dos Museus da DGPC e das DRC
O presente projeto de investigação decorre de um acordo de parceria entre o Observatório Português das Atividades Culturais (OPAC) e a Direção-Geral do Património Cultural (DGPC)  e tem como objeto o diagnóstico dos museus sob dependência da DGPC e das Direções Regionais de Cultura (DRC) com vista à sua caraterização rigorosa e produção de indicadores que sirvam de base às propostas e recomendações previstas nas competências cometidas ao Grupo de Projeto para os Museus no Futuro (GPMF), criado pela Resolução de Conselho de Ministros nº 35/2019, de 7 de fevereiro.
Informação do Projeto
2019-08-01
2020-10-31
Parceiros do Projeto
Públicos da Exposição Loulé, Territórios, Memórias, Identidades no Museu Nacional de Arqueologia
Públicos da Exposição LOULÉ, Territórios, Memórias Identidades, no Museu Nacional de Arqueologia, é um estudo do Observatório Português das Atividades Culturais promovido pela Câmara Municipal de Loulé/ Museu Municipal de Loulé e pelo Museu Nacional de Arqueologia/Direcção-Geral do Património Cultural.
Informação do Projeto
2019-06-25
2020-01-31
Parceiros do Projeto
Da Salvaguarda à Valorização: os Monumentos Nacionais de Portugal e a Abertura ao Público
Na sequência da discussão promovida no âmbito do Grupo de Trabalho sobre Estatísticas da Cultura do Conselho Superior de Estatística (2006-2010), foi aprovada em 2010 uma recomendação na Seção Permanente de Estatísticas Demográficas e Sociais do Conselho Superior de Estatística para que fosse criado um novo projeto no Instituto Nacional de Estatística com o objetivo de dotar o país de estatísticas oficiais sobre o património imóvel classificado. O presente estudo do OPAC - Observatório Português das Atividades Culturais visa contribuir para a concretização desse objetivo considerando a relevância cultural, social e económica da valorização do património cultural imóvel classificado, por um lado, e a importância das estatísticas oficiais como instrumento fundamental das políticas públicas, por outro. Do ponto de vista metodológico é um estudo extensivo, de inquérito por questionário, em que a dimensão da abertura ao público é central. Parte-se da informação disponível sobre o património classificado para determinar o universo - nesta fase do estudo circunscrito à categoria dos monumentos com a proteção de monumentos nacionais – objeto do inquérito de caraterização. É um estudo de periodicidade anual iniciado em 2019 (dados referenciados a 2018). O questionário da edição de 2020 incluiu a recolha de dados de 2019 e um módulo sobre os impactos da Covid-19.
Informação do Projeto
2019-04-01
2021-09-30
Parceiros do Projeto
Estudo Perfis Sociais e Práticas Profissionais dos Membros do ICOM Portugal
Inquérito por questionário online aos membros da secção nacional portuguesa do ICOM (Conselho Internacional de Museus) sobre as suas práticas associativas e profissionais e os seus perfis sociais. Este estudo inédito tem dois grandes objetivos: informar a direção do ICOM Portugal quanto às actividades a realizar; e contribuir para o conhecimento dos profissionais dos museus e do emprego cultural e não cultural com intervenção nos museus em Portugal a partir do universo constituído pelos membros desta associação. O estudo decorre de uma parceria entre o ICOM Portugal e o OPAC.
Informação do Projeto
2019-01-01
2020-03-31
Parceiros do Projeto
Observatório Português das Atividades Culturais
O OPAC - Observatório Português das Atividades Culturais é uma estrutura constituída em dezembro de 2018 no quadro do Centro de Investigação e Estudos de Sociologia do ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa, responsável pelo seu funcionamento e coordenação científica. Tem como missão o estudo, produção e disponibilização pública de informação rigorosa e atualizada nos diversos domínios culturais visando desta forma contribuir para os debates atuais na sociedade portuguesa e para a formulação, acompanhamento e avaliação das políticas públicas.
Informação do Projeto
2018-12-01
--
Parceiros do Projeto
Estudo de Públicos de Museus Nacionais: edição de resultados (2ª fase)
Esta fase do projeto Estudo de Públicos de Museus Nacionais, promovido pela DGPC e coordenação científica do CIES-IUL,  consiste na apresentação dos resultados específicos de nove dos quatorze museus participantes: Museu Nacional dos Coches, Museu Nacional de Grão Vasco, Museu Nacional do Teatro e da Dança, Museu Nacional do Traje, Museu Nacional da Música, Museu Nacional de Etnologia, Museu Nacional de Arte Contemporânea - Museu do Chiado, Museu Monográfico de Conimbriga - Museu Nacional e Casa-Museu Dr. Anastácio Gonçalves.
Informação do Projeto
2018-05-10
2019-12-31
Parceiros do Projeto
Estudo de Públicos de Museus Nacionais: edição de resultados
Esta fase do projeto Estudo de Públicos de Museus Nacionais, promovido pela DGPC e coordenação científica do CIES-IUL,  consiste na apresentação dos resultados específicos nos museus participantes e a edição do relatório global e de cinco museus: Museu Nacional de Arqueologia, Museu Nacional de Arte Antiga, Museu Nacional do Azulejo, Museu Nacional de Machado de Castro e Museu Nacional Soares dos Reis.
Informação do Projeto
2017-11-06
2018-05-05
Parceiros do Projeto
Comércio Livreiro em Portugal: Estado da arte na segunda década do século XXI
Conhecidas as limitações e a rápida desatualização da informação disponível em Portugal sobre o sector do livro para uma apropriada tomada de decisões, tanto por parte dos associados da APEL como dos profissionais do livro e das instituições relacionadas com o comércio livreiro, os objetivos deste estudo são dois: a realização de um diagnóstico do comércio livreiro no início da segunda década do século XXI e a identificação das tendências de evolução verificadas ao longo de um período que coincide com a viragem do século. O estudo decorreu entre fevereiro e junho de 2014. A estratégia metodológica utilizada assenta em pesquisa documental, construção e sistematização de indicadores estatísticos e entrevistas a livreiros independentes.
Informação do Projeto
2014-02-01
2014-05-31
Parceiros do Projeto
Estudo de Públicos de Museus Nacionais - concepção e aplicação
O Estudo de Públicos de Museus Nacionais (EPMN) foi promovido pela Direção-Geral do Património Cultural (DGPC), entidade responsável pelas políticas museológicas em Portugal, com o   Centro de Investigação e Estudos de Sociologia (CIES-IUL) do Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL) como o parceiro científico e o apoio mecenático da Fundação Millennium bcp e da ONI.Visou a produção de informação atualizada e fiável sobre os públicos, para o conjunto e para cada um dos 14 museus tutelados pela DGPC, num leque alargado de dimensões (e.g. perfis sociais, relação com museus em geral e com o museu inquirido em particular, perfis de práticas culturais), promovendo assim o seu conhecimento e, por essa via, uma melhor resposta aos desafios que a relação dos museus com os vários públicos vem colocando.O universo é constituído pelos públicos com 15 e mais anos, nacionais e estrangeiros, que entraram no horário normal de funcionamento e cuja visita incluiu, ainda que não exclusivamente, a componente expositiva, permanente e/ou temporária. O trabalho de terreno decorreu numa base diária de 3 de dezembro de 2014 a 2 de dezembro de 2015. A amostra é de 13.853 questionários válidos.Para além do inquérito aos públicos o estudo incluiu três outras componentes: a caraterização dos museus participantes, das atividades para os públicos e das estatísticas de visitantes durante o trabalho de terreno.
Informação do Projeto
2013-04-08
2015-12-31
Parceiros do Projeto