Ciência-IUL    Autores    Maria João Pena    Projetos de Investigação
Projetos de Investigação
Les enjeux formatifs de l’interprofessionnalité dans le travail social
Informação do Projeto
2019-11-01
2022-08-31
Parceiros do Projeto
  • CIES-IUL
  • . - (França)
  • . - (Canadá)
  • . - (Bulgária)
  • HE2B - Líder (Bélgica)
TASK - Towards increased Awareness, responsibility and shared quality in Social Work
T@sk aims at reinforcing and modernizing the delivery of Social Services in Albania by empowering the Albanian Higher Education System. The aims of T@sk projects are essential for the development  of the Albanian Social Work system, for its modernization and its alignment to the European standards of the Social Services delivery. T@sk project can count on the long lasting  expertise of the University of Florence, the Complutense University of Madrid, the Instituto Universitário of Lisbon and the Ordine degli Assistenti Sociali of the Tuscany Region in the field of Social Work organization and evaluation. The cooperation among the European Union partners and the Albanian Universities will create the ideal ground to reach increased competences of Albanian Higher Education staff, a growing self-empowerment of Albanian social workers and therefore the improvement of the Social Services. Members of T@sk project agree in a subsidiary and multilevel approach based on: In depth theoretical and methodological updating of the University staff of all the Albanian public Universities offering Bachelor  Master Degrees in Social Work: University of Tiran, University of Elbasan, University of Shkodër. Wide inclusion of the Albanian Social Workers and Albanian local institutions in the identification of the needs of the Albanian Social Services. Theoretical and empirical focus on the specific areas of deprived children and disadvantaged women within the general framework of deviance prevention and mitigation of detention conditions.
Informação do Projeto
2018-10-15
2020-10-14
Parceiros do Projeto
Aprendendo a inovar com as famílias
1. O objetivo geral deste projeto é o de desenvolver novas competências, produtos de formação e metodologias que permitam aos profissionais da área social e outros profissionais,  inovar e adotar intervenções mais eficazes no trabalho com famílias em situações de complexas e múltiplas dificuldades. Este projeto vai encontro dos objetivos da política de Educação da União Europeia; o Comunicado de Bruges sobre a cooperação europeia reforçada em matéria de EFP para 2011-20 identificou a necessidade de "Criatividade e Inovação em matéria de EFP, bem como a utilização de métodos de aprendizagem inovadores" apelando às parcerias multidisciplinares para promover "novos desenvolvimentos e necessidades de competências e desenvolver a excelência profissional e inovação ".  A necessidade e justificação para o presente projeto foi inicialmente identificado através do trabalho de um vasto estudo de investigação realizado pelo Município de Linkoping - Research  & Development  e o Centro de Atendimento e Serviço Social na Suécia, em colaboração com a Universidade de Trondheim centrando-se em mais de 900 famílias vulneráveis utilizando serviços de assistência à criança, em ambos os países. 2.O estudo constatou que, apesar de um investimento considerável de recursos, verificou-se relativamente pouca mudança na situação dessas famílias ao longo do tempo. Profissionais de uma ampla gama de serviços (por exemplo, serviço social / bem-estar infantil, saúde mental, segurança social, educação, etc.), muitas vezes interviram simultaneamente resolvendo os problemas individuais através de sua diferente especialidade, mas registou-se necessidade de uma abordagem mais holística, capaz de priorizar questões e efetuando mudanças reais, quer na estrutura familiar quer no serviço . As próprias famílias muitas vezes sentiam-se impotentes ( disempowered)  e sem terem sido consultadas efetivamente sobre as suas dificuldades ou como eles próprios pensavam que deviam ser abordadas os assuntos pro...
Informação do Projeto
2018-07-25
2018-07-25
Parceiros do Projeto
Adult Life Long Learning in Social Work – A European Network for Social Work as Adult Education and Blended Learning
O projeto incide na formação em Serviço Social, baseada em b-learning, num contexto internacional. A rede ALLISW, no âmbito do conceito de aprendizagem ao longo da vida, desenvolve um conjunto de ações no desenvolvimento da educação profissional em serviço social, com recurso a soluções pedagógicas adequadas Objetivos e competências- Fortalecer a formação em serviço social num contexto europeu                   - Aprofundar a epistemologia do serviço Social                   - Desenvolver competências a nível da investigação e modelos de intervenção e TIC                    -refletir criticamente sobre conceitos, métodos e competências na investigação e na intervenção num contexto internacional
Informação do Projeto
2017-11-01
2018-10-31
Parceiros do Projeto
  • CIES-IUL
  • UJ - (Finlândia)
  • UL - (Eslováquia)
  • - - (Roménia)
  • MRU - (Lituânia)
  • - - (República Checa)
PHILIA+
ISCTE - IUL e seus parceiros europeus intervem na proteção das crianças! Nosso objetivo: qualificar melhor aqueles que acompanham crianças e jovens que precisam de proteção.   Crianças e jovens desfavorecidos são duramente afetados pela precariedade, pelos processos de institucionalização, pela retirada das famílias biológicas, por fatores sociais ou mesmo étnicos. No entanto, no momento em que a maioria dos jovens sai da casa da família aos 28 anos e encontra seu primeiro emprego permanente aos 32 anos, os jovens acompanhados pelos profissionais de proteção à criança são acompanhados e munidos de competências possibilitadoras de se tornarem adultos independentes aos 21 anos e no momento com a mudança da lei aos 25 anos.   Como resultado em Portugal (PORDATA 2017): - população residente portuguesa (em milhares) - 10.300,3; - 1 433 156 jovens residentes em Portugal (13,9% da população total); - 86.154 - Nascimentos em Portugal; - Taxas de Abandono precoce do sistema escolar - 12,6% - Estabelecimentos do 1.º ciclo do ensino básico (1.º ao 4.º ano de escolaridade) - 4,208); - Alunos matriculados no ensino básico (1.º ao 9.º ano de escolaridade) - 1.000.006 - alunos matriculados no ensino médio, 10º ao 12º ano - 399.775; - Alunos matriculados no ensino superior - 361.943.   Se muitos se encontram na rua, é porque, em sua maioria, perdem o rumo e as redes: os assistentes sociais não estão presentes nesta fase da sua vida ou seja não lhes prestam proteção direta e esses jovens não aprenderam a se auto-proteger, nem a desenvolver estratégias de construção da sua rede social de suporte. Sem diplomas, sem apoio financeiro e sem apoio emocional, eles são expostos a riscos viciantes, delinquência e predadores sexuais. Os profissionais que os acompanham devem estar preparados técnicamente para antecipar melhor sua integração social na sociedade.   Pesquisa-ação colaborativa em 5 países europeus e 11 parceiros Os 11 parceiros de 5 países europeus (Alemanha...
Informação do Projeto
2017-09-01
2020-08-31
Parceiros do Projeto
Avaliação do Impacto dos Contratos Locais de Desenvolvimento Social (CLDS)
Informação do Projeto
2017-08-08
2019-08-14
Parceiros do Projeto